Inscreva-se para receber nossa newsletter

Problemas financeiros: 5 dicas para a sua saúde mental não ser prejudicada
Saiba como lidar com problemas financeiros através da Inteligência Emocional!


O dinheiro pode se tornar a principal fonte de diversos problemas emocionais em nossa vida.

Muitas pessoas endividadas ou insatisfeitas financeiramente acabam desenvolvendo ansiedade, depressão e outros sintomas que atrapalham o bem-estar e a qualidade de vida.

Sem perceber que a origem desses problemas está nas finanças, acabamos culpando as pessoas ao nosso redor, família, amigos, o trabalho.

E a área que realmente necessita de mudança – financeira – é deixada de lado.

Precisamos ter em mente que o que nos leva a ganhar ou perder dinheiro são as decisões que tomamos, e a maioria dessas decisões são embasadas em uma emoção.

Se não estivermos com a nossa saúde mental equilibrada, não conseguiremos administrar essa matéria e muito menos lidar com os problemas financeiros que aparecem ao decorrer do caminho.

É um paradoxo: nossas emoções influenciam nossa vida financeira e nossa vida financeira influência nosso estado emocional.

Então, como manter o equilíbrio? Confira nossas dicas!


Converse sobre seus problemas financeiros

Na maioria das vezes, quando sentimos vergonha, é porque acreditamos que o outro vai pensar o pior de nós. Tem gente que não gosta de falar sobre isso nem com as pessoas que mais confia.

Mas, guardar o problema para você não vai resolver a situação! Pelo contrário, é como se você estivesse evitando encarar de frente a dificuldade do momento.

Converse com amigos, sua família ou até mesmo um especialista. Você se sentirá mais aliviado porque receberá apoio e cuidado. Além de ouvir conselhos que realmente podem te ajudar.


Veja mais: “Inteligência Emocional x Dinheiro: dicas para ter uma vida financeira equilibrada”


Aprenda novos hábitos

Para sair do mundo das dívidas você precisa abandonar hábitos tóxicos que prejudicam sua vida financeira e adquirir novos hábitos saudáveis.

Então, entenda a sua relação com o dinheiro hoje: com o que você mais gasta dinheiro, a forma de pagamento que utiliza, os produtos/experiências que compra, o retorno a longo e a curto prazo que você tem.

É necessário tirar um momento do seu dia para fazer essa análise e colocar essas questões em um papel.

Essa atitude vai te ajudar a se apropriar da responsabilidade de cuidar do seu dinheiro e bem-estar. Porque no final das contas, isso está nas suas mãos.


Não se culpe

O passado deve servir como fonte de aprendizado. É com os nossos erros que aprendemos e evoluímos. Acredite: o maior crítico da sua vida é você mesmo!

Não se culpe pelo o que aconteceu, pelas decisões que você se arrepende. Essa atitude pode ser um gatilho para pensamentos autodepreciativos surgirem em sua mente.

Para mudar as coisas, você precisa aceitar a sua situação e enxergá-la como algo temporário. Respeite a trajetória, a sua história e tenha a mente aberta para novas perspectivas.


Entenda de uma vez por todas a relação entre as emoções e o dinheiro na sua vida!


Conhecimento é poder

Ler sobre educação financeira significa adquirir uma visão crítica sobre o assunto e isso pode te ajudar bastante.

Aos poucos, você vai entender como usar o dinheiro com sabedoria e descobrirá novas formas de fazê-lo render.

Quanto mais conhecimento temos sobre um assunto, mais chances de crenças limitantes e padrões comportamentais serem alterados!


Veja mais: “O que são crenças limitantes e qual o papel da Inteligência Emocional?”


Invista no autoconhecimento

Muito tem se falado sobre autoconhecimentos nos últimos dias. Com a pandemia ocasionada pela COVID-19, o ser humano percebeu a importância de cuidar da saúde mental e emocional.

Se você está enfrentando problemas financeiros atualmente, acredite, você precisa conhecer melhor a si mesmo para entender o real problema da situação.

Por que você gastou o seu dinheiro com coisas desnecessárias? O que é realmente importante na sua vida? Por que nunca sobra dinheiro no final do mês?

No começo do artigo falamos que toda decisão financeira possui influência emocional, então, se você investir em conhecer melhor a si mesmo, com certeza, suas decisões financeiras estarão cada vez mais alinhadas com os seus objetivos, sonhos, propósito e valores.

Outra questão importante é que o autoconhecimento ajuda a manter nossa saúde mental equilibrada.

Conseguimos identificar o que precisamos para nos sentirmos bem, o que temos que deixar de lado, os gatilhos externos ou internos que podem estar gerando pensamentos negativos e por aí vai.

Se você quer começar agora mesmo a trabalhar isso na sua vida, faça o nosso curso online SuperAção Emocional e desenvolva a sua Inteligência Emocional neste momento tão importante!



Gostou do artigo? Então, compartilhe em suas redes sociais e ajude a levar essas dicas para mais pessoas!

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Hoje, vamos compartilhar com você algumas dicas para economizar, e

Leia Mais ►

Hoje, em comemoração do Dia Nacional da Consciência Negra, nós

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter