Inscreva-se para receber nossa newsletter

Inteligência Emocional x Dinheiro: dicas para ter uma vida financeira equilibrada
A Inteligência Emocional é uma habilidade que tem a capacidade de melhorar todos os âmbitos da nossa vida, inclusive, financeira.


Toda decisão que tomamos ao decorrer do dia possui forte influência emocional, principalmente quando envolve dinheiro.

Quem nunca fez uma compra por impulso e se arrependeu depois? Ou comprou algo extremamente caro e usou pouquíssimas vezes?

Pesquisas mostram que emoções positivas, como felicidade, prazer e conforto, nos ajudam a tomar decisões de compra mais rapidamente. A Raiva e a vergonha nos levam a fazer escolhas de alto risco e baixo retorno financeiro.

Por isso que precisamos ter clareza sobre as nossas emoções.

Quando desenvolvemos a percepção das nossas emoções, conseguimos identificar a emoção que estamos sentindo e o gatilho externo ou interno que a despertou.

Isso faz com que o nosso pensamento e nossas ações sejam mais equilibradas.  Necessitamos das nossas emoções, assim como precisamos da nossa razão. Uma vida saudável se encontra entre esses dois caminhos.

A Inteligência Emocional é uma habilidade que tem a capacidade de melhorar todos os âmbitos da nossa vida, inclusive, financeira.

Neste artigo você vai compreender como o dinheiro é emocional e ainda terá acesso a dicas exclusivas para desenvolver sua Riqueza Financeira. Confira!


Qual é a relação entre o dinheiro e as emoções?

Primeiro, vamos falar das crenças familiares e sociais que adquirimos ao decorrer da vida em relação ao dinheiro.

Você já ouviu frases como: “quem é rico não é feliz”, “quem tem dinheiro não vai para o céu”, “dinheiro não traz felicidade”?

Essas frases ficam gravas em nosso subconsciente e se tornam crenças que nos limitam, porque abraçamos essas afirmações como verdade absoluta e, consequentemente, acabamos agindo sempre dentro de um “padrão”.

Logo, o dinheiro acaba se tornando algo ruim – porque acreditamos nisso –  e essa matéria tão poderosa não flui como deveria em nossa vida.

Outra questão importante é a vida intrauterina. Você já percebeu que manuseia o dinheiro da mesma forma que a sua mãe, pai, avó etc.?

Isso acontece por causa da história de vida da nossa família. Durante a gestação, fazemos nossas primeiras interpretações sobre a vida e o dinheiro está envolvido nisso.

Precisamos entender que o significado que damos ao dinheiro hoje, já vem sendo carregado há muitas gerações.


Entenda de uma vez por todas, a relação entre as emoções e o dinheiro na sua vida!


Como a Inteligência Emocional pode me ajudar a lidar melhor com o dinheiro?

Olhar para a sua história de vida significa estar disposto a reprogramar. A Inteligência Emocional trabalha justamente essas questões.

Atribuímos vários significados às nossas emoções e quando conseguimos reprogramar isso, é possível fazer o mesmo processo com todas as coisas da nossa vida.

Assim, muitos padrões emocionais e crenças limitantes acabam sendo alteradas. O autoconhecimento tem essa função: despertar, mudar, transformar.

Neste cenário, a Inteligência Emocional nos ajuda a:

  • Compreender o que terá um impacto positivo em nossa vida, aquilo que realmente precisamos para nos sentirmos bem. Desta forma, investimos nosso dinheiro em experiências e produtos que vão além de satisfações imediatas;

  • Separar nossas necessidades reais das expectativas de outras pessoas, evitando gastar dinheiro da mesma forma que familiares ou amigos fazem;

  • Investir dinheiro para um propósito ou objetivo;

  • Praticar a gratidão por cada conquista e também com as coisas que já possuímos, evitando entrar em uma espiral de gastos desnecessários.



Veja mais: “Como saber se alcancei o sucesso na vida financeira?”


Dicas para ter uma boa vida financeira com Inteligência Emocional

Considerando que mais de 85% das nossas decisões de compra são emocionais, fica evidente a importância da Inteligência Emocional em nossa vida financeira.

Estratégia, planejamento e autoconhecimento: essa é uma combinação ideal para que nosso comportamento de consumo seja equilibrado.

Então, confira nossas dicas para você adquirir novos hábitos financeiros através da Inteligência Emocional!


Entenda suas emoções antes de comprar

Descontar seus sentimentos em compras é sinônimo de dívidas. Procure observar com que frequência o seu humor muda durante o dia e como você está se sentindo emocionalmente antes de comprar algo.


Dê ao seu dinheiro um propósito

Metas e objetivos são essenciais para que o nosso dinheiro tenha um propósito real e servem também, para trazer uma sensação de recompensa por todo o esforço que foi investido. Então, crie metas a longo e a curto prazo. Isso ajuda a evitar gastos supérfluos durante o dia e aos poucos, esse hábito se torna natural.


Veja mais: “Como ter Inteligência Emocional para realizar uma gestão financeira de forma assertiva”


Aprecie a jornada

O que você precisa para se sentir bem? É natural que em cada conquista tenhamos a necessidade de nos recompensar. Isso também é amor-próprio! Porém, você não precisa gastar seu dinheiro de forma desenfreada nesse processo. Aprecie a jornada com coisas simples que te tragam bem-estar. Essas trocas inteligentes vão te ajudar a economizar.


Tenha consciência da sua realidade financeira

Contas pagas no débito automático, compras parceladas e por aí vai. Tudo isso pode fazer com que você não tenha uma noção clara do quanto ganha x gasta durante o mês. Anote tudo isso em uma planilha para que você tenha consciência das suas finanças.



Quando juntamos controle emocional com educação financeira, observamos que a nossa relação com o dinheiro muda naturalmente.

Você pode trabalhar esses dois pontos de sua vida em nosso curso online SuperAção Emocional, com conteúdos e materiais exclusivos aplicados pelo nosso presidente, Rodrigo Fonseca.

Lembre-se: existe uma grande diferença entre gastar e investir o seu dinheiro em algo que te proporcione boas experiências. Nessa balança, somente você pode encontrar esses significados!

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Se não estivermos com a nossa saúde mental equilibrada, não conseguiremos lidar com os problemas financeiros que aparecem ao decorrer do caminho.

Leia Mais ►

Nunca é tarde para se desconstruir, rever crenças, comportamentos e opiniões. Na luta contra o racismo, precisamos fazer isso todos os dias.

Leia Mais ►

As crianças e adolescentes sentem a tensão dos longos períodos dentro de casa. Então, confira nossas dicas para cuidar da saúde mental neste momento.

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter