Inteligência emocional: aprenda a dizer não!

Inscreva-se para receber nossa newsletter

Blog e Notícias

A prestatividade é uma característica positiva tanto na vida pessoal como na profissional, certo? No entanto, a solicitude também deve ter seus limites, uma vez que há momentos em que é simplesmente preciso saber dizer não! E não é porque você se recusa a fazer alguma coisa que se torna uma pessoa pior, muito pelo contrário: saber falar não também é uma grande virtude.

É preciso, antes de mais nada, entender que senso de colaboração nada tem a ver com aceitar qualquer coisa de cabeça baixa, realizando todas as tarefas que o pedem para fazer. Você sabia que um traço bastante comum em quem ainda não desenvolveu muito bem sua inteligência emocional é justamente tentar agradar a todos, balançando a cabeça afirmativamente para tudo?

Pois se você é uma dessas pessoas que têm uma enorme dificuldade em pronunciar essa simples palavrinha, continue lendo o nosso artigo e aprenda, de uma vez por todas, a falar não. Já que você ainda não conhece os segredos, vamos lá?

Priorize suas próprias tarefas às dos outros

Tudo bem que é importante pensar no outro, trabalhar coletivamente, em prol de objetivos comuns, e auxiliar quem o cerca sempre que possível, mas o ideal, na verdade, é que você priorize suas próprias tarefas, não se sacrificando por responsabilidades que originalmente não são suas. Se sua agenda estiver lotada, não pare para ajudar seu colega na elaboração de um relatório que não está sob sua responsabilidade, por exemplo, ou você poderá ter sua produtividade totalmente prejudicada.

Justifique a negativa educada e honestamente

Não é porque você aprendeu a dizer não que precisa ser mal educado e mentiroso também! Por isso, sempre seja franco quando alguém pedir algo que você não possa ou mesmo queira fazer. Não precisa inventar desculpas. Quando pedirem dinheiro emprestado e você não puder emprestar, por exemplo, simplesmente explique, educadamente, que tem outras responsabilidades financeiras no momento. Caso esteja muito ocupado para ajudar quem pediu, diga que vai realizar suas tarefas primeiro e, se sobrar tempo, pode auxiliá-lo depois. Se você for transparente e educado, os relacionamentos interpessoais não sofrerão e você, além disso, não vai se prejudicar.

Não se preocupe com o que os outros vão pensar

Quem tem dificuldade de dizer não normalmente sente medo do que os outros vão pensar a seu respeito. “Vou dizer sim para não acharem que estou com má vontade”, “vou aceitar para não pensarem que sou mesquinho”, “vou concordar para ficar bem na empresa”. Pare de se preocupar tanto com que os outros vão achar de você! Não vale a pena ficar escravo dos pensamentos alheios. Aliás, preocupe-se, sim, mas com uma outra perspectiva. Já pensou que, se disser sim para tudo e para todos, rapidamente sua fama de solícito vai se espalhar — talvez com um outro nome — e os novos pedidos surgirão de todos os lados.

Reprograme a rota e cuide de si mesmo

Pare para pensar se você está se cuidando como poderia — e deveria! — ou se está gastando mais tempo ajudando os outros do que a si mesmo. Se de fato você tem descuidado de sua própria vida, reprograme a rota e volte a se dar a devida importância. Lembre-se de que até para ajudar os outros você precisa estar bem consigo mesmo! Então cuide-se!

Livre-se da culpa por dizer não

É muito importante que você não se sinta culpado por dizer não, especialmente quando o pedirem para realizar tarefas que você não gosta ou assumir responsabilidades que não são suas. A pessoa tem, sim, o direito de pedir, mas você também tem todo o direito de aceitar ou não, segundo critérios exclusivamente seus. Você não tem nenhuma obrigação de dizer sim para tudo! Faça disso seu mantra e veja como sua vida pode melhorar de não em não.

Não tire o sim do seu vocabulário

Saber dizer não definitivamente não significa deixar de dizer sim, ok? Significa, na verdade, ter critério e equilíbrio para não pender nem tanto para um lado, nem tanto para o outro. Afinal de contas, a sensação de ajudar alguém é mesmo muito boa e recompensadora, sem contar que o senso de colaboração, a empatia e o altruísmo normalmente são características das pessoas sucesso. Por isso, não risque totalmente o sim do seu vocabulário, lembrando-se de que amanhã pode ser você precisando da ajuda de alguém.

Reconheceu-se? Pois então agora comente aqui e nos conte quais das nossas dicas vão ser mais úteis ao seu dia a dia! Ficou ainda alguma dúvida ou tem sugestões a dar? Compartilhe-as conosco e enriqueça nosso pequeno manual do não!

Posts Relacionados

Como a inteligência emocional pode ajudá-lo a encontrar seu propósito

Leia Mais ►

Descobrir sua vocação é uma jornada de autoconhecimento e exploração.

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter

Formulário captação

Preencha os campos abaixo pra continuar