Inscreva-se para receber nossa newsletter

© Depositphotos.com / olly18 O transtorno bipolar é uma doença psicológica que faz o indivíduo apresentar mudanças de humor sem motivo aparente.

O transtorno bipolar é uma doença crônica de ordem mental também conhecida como psicose maníaco-depressiva. Trata-se de um problema psiquiátrico caracterizado pela alternância entre a depressão e a euforia: o estado de ânimo do indivíduo está sempre em alteração, e oscila entre um extremo ao outro. Geralmente, a pessoa afetada sofre com reações desproporcionais e, sem motivo aparente, o indivíduo perde o controle de seus atos.

A causa do transtorno bipolar está relacionada a diversos fatores — como carga genética, desequilíbrios hormonais, problemas de rejeição, traumas sofridos na infância e experiências ruins como sequestro, assalto, experiência de quase morte e até mesmo a perda de um ente querido. O estresse e a instabilidade emocional gerada por acontecimentos como esses são responsáveis pelas reações imprevisíveis que os bipolares apresentam.

Conviver com pessoas que sofrem com o problema pode ser um desafio, ainda mais quando se trata de uma relação com o chefe. Além da convivência diária, o contato profissional exige que o colaborador saiba lidar com a agressividade, o estado de euforia e os quadros depressivos que seu superior pode apresentar. Confira a seguir algumas dicas para lidar da melhor maneira possível com o problema:

Como lidar com um chefe bipolar?

Seja compreensivo

Pode ser muito difícil lidar diariamente com uma pessoa que de transtorno bipolar, porém é preciso entender que não se trata de frescura, mas de uma doença. Evitar qualquer tipo de preconceito ou suposições é o primeiro passo para uma convivência profissional mais harmoniosa e saudável. Lembre-se de que as pessoas que sofrem com esse transtorno perdem a capacidade de autocrítica e não têm controle sobre suas emoções.

Não entenda as atitudes como um ataque pessoal

Quando o bipolar passa por fases mais agressivas, a tendência é que ele apresente algumas atitudes desagradáveis. Não levar este comportamento para o lado pessoal é fundamental para manter o próprio equilíbrio dentro da empresa. É importante que você tenha em mente que as atitudes do seu chefe são reflexos de desajustes internos, e que não estão relacionados com você ou com seu desempenho profissional.

Seja realista

Uma boa dose de praticidade é importante dentro dessa relação, visto que o transtorno pode fazer com que a pessoa elabore metas, estipule prazos e imagine projetos grandiosos e que estão completamente fora da realidade. Uma boa estratégia é sugerir ideias mais realistas: apresente soluções e tenha sempre argumentos palpáveis.

Coloque limites

Quando as implicâncias, indiretas e surtos ocorrerem, é preciso se impor e conversar com seu chefe de maneira calma, objetiva e direta. Preste muita atenção ao tom de voz e não entre no mesmo padrão de comportamento do bipolar. Se posicionar de maneira tranquila e dizer como se sente pode ser uma eficiente maneira de deixar a comunicação entre vocês mais clara e eficiente.

 

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Caso você ainda não conheça o significado do termo “mindset”,

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter