© Depositphotos.com / Nikodash Existem vários tipos de atenção, sendo que alguns são conscientes e outros são automáticos.

Com tantas distrações e estímulos externos, muitas pessoas podem apresentar dificuldade para fazer com que a mente se mantenha focada nas tarefas do dia a dia. A capacidade de atenção consiste na habilidade do cérebro filtrar o que realmente é importante e excluir as distrações. A psicologia afirma que existem vários tipos de atenção, sendo que alguns são conscientes e outros são automáticos. Entenda melhor a seguir:

Tipos de atenção

Atenção concentrada ou concentração

A atenção concentrada é caracterizada pela concentração do cérebro em apenas uma atividade, excluindo todos os estímulos ao redor. Essa atenção é usada quando focamos a atenção em um único objeto de trabalho. Um exemplo prático de atenção concentrada pode ser observado quando você assiste a uma aula e se foca totalmente no professor para entender a matéria.

Atenção alternada

Ainda considerando o exemplo da aula, se você recebe uma mensagem no celular e desvia a atenção para ela, então sua atenção está alternada. Esse é o tipo de atenção usado no trânsito: quando você está dirigindo e o farol fecha, é preciso se concentrar no farol e na direção.

Atenção sustentada

A atenção sustentada é a habilidade de manter-se focado durante uma atividade contínua e repetitiva, quando a mente está focada em uma mesma tarefa por um longo período, sem distrações.

Atenção seletiva

Esse é um tipo de atenção consciente, quando escolhemos onde nossa mente deve permanecer focada. É a atenção que você mantém no que o professor está falando, mesmo com os colegas conversando na sala de aula, o celular tocando e o barulho dos carros na rua. Você escolhe excluir as distrações ao redor para que o cérebro fique concentrado no que o professor está falando.

A relação entre a atenção e as emoções

Muitas pessoas têm dificuldade em se concentrar e manter a atenção por conta de questões emocionais. A falta de atenção é uma das maneiras que os indivíduos encontram para se proteger dos erros e das inseguranças, dois sentimentos sabotadores e que geralmente levam à procrastinação.

Se você não se sente seguro para realizar determinada tarefa, inconscientemente cria formas de não a realizar. Isso acontece muito com pessoas perfeccionistas, que têm muito medo de errar e preferem se sabotar para não correr este risco. Saber lidar com suas emoções, portanto, é uma excelente maneira de aumentar o foco e a atenção, sendo mais eficiente em suas tarefas.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Além das redes-sociais: o Setembro Amarelo deve ser todos os dias

Devemos levar a iniciativa do Setembro Amarelo para todos os dias da nossa vida e as atitudes nas redes-sociais para a vida real.

Leia Mais ►

É preciso entender que entre a timidez e a fobia social, há uma grande diferença. Conheça os principais sintomas desse transtorno.

Leia Mais ►

Precisamos realmente prestar atenção em nossas emoções e em nosso corpo: segundo a OMS, 15% do brasileiros sofrem de enxaqueca.

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter