Hoje vamos compartilhar a história de um empreendedor que saiu da periferia de Santo André, em São Paulo. Alexandre Dimitrova teve uma juventude diferente dos seus amigos da época, pois começou a trabalhar muito cedo para conseguir estudar e construir um futuro melhor para si.

A história de Alexandre como empreendedor começou em 1983, quando ele criou uma sociedade com seu irmão, consolidando-se como empresário. Os dois trabalharam juntos até 2005, quando a sociedade foi rompida, causando também uma perda significativa do contato entre os irmãos e a família.

Embora este tenha sido um momento muito difícil em sua vida, Alexandre demorou para perceber que toda a segurança que sentia era apenas uma impressão. De acordo com ele, havia a sensação de estar preso dentro de tudo o que ele tinha vivido e conquistado, embora todos — inclusive ele mesmo — pensassem que estava tudo bem.

Quando ele percebeu que o caminho que estava tomando não era saudável, Alexandre foi inesperadamente convidado a conhecer o Treinamento Método LOTUS de Inteligência Emocional. De forma profunda e transformadora, ele viveu essa expansão de consciência das emoções, passando a gerenciá-las e usá-las de forma positiva. Alexandre também conseguiu entender que estava estagnado em sua vida, e foi capaz de resgatar toda sua energia e sonhos de 1983, superando todos os limites.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter