Nomofobia: conheça os sintomas de um dos maiores vícios do futuro

Publicado em: 23/09/2016 Por: Equipe SBie

© Depositphotos.com / focuspocusltd A nomofobia é caracterizada pela angústia causada pela ausência de aparelhos celulares e computadores.

Nomofobia é o nome dado ao desconforto ou angústia relacionada à incapacidade de se comunicar por meio de aparelhos celulares e computadores. Este termo vem do inglês, e consiste na junção: no + mobile + fobia, que significa fobia de permanecer sem conexão móvel.

Sintomas da Nomofobia

Quando estão sem acesso ao celular, pessoas com nomofobia apresentam alguns sintomas físicos e emocionais relacionados à dependência química e, quando a bateria do celular está acabando, é como se a bateria do corpo fosse acabar junto.

  • Sintomas emocionais: angústia, ansiedade, irritabilidade, medo, estresse, crises de pânico, tristeza, solidão, depressão;
  • Sintomas físicos: falta de ar, sudorese, tontura, tremores, náuseas, dor no peito, aceleração da frequência cardíaca, dor de cabeça, enxaqueca.

Hábitos que podem indicar Nomofobia

Quem possui nomofobia desenvolve alguns hábitos em comum. São eles:

  • Manter o celular ligado 24 horas por dia e dormir com o celular embaixo do travesseiro;
  • Mentir sobre tempo gasto na rede;
  • Carregar consigo mais de uma bateria, carregadores ou aparelhos reserva;
  • Conferir obsessivamente as chamadas, e-mails e mensagens de aplicativos;
  • Checar a bateria constantemente;
  • Sentir desconforto quando está em um local sem sinal;
  • Deixar de fazer atividades que gosta para ficar no celular ou na internet;
  • Fracassar em passar menos tempo no celular ou navegando;
  • Ficar online mais tempo do que o previsto, deixando de dormir e se alimentar;
  • Colocar relacionamento ou trabalho em risco.

Vale lembrar que o diagnóstico de nomofobia pode ser feito apenas por um terapeuta, psicólogo ou psiquiatra. Se você se identificou ou conhece alguém que apresenta alguns dos sintomas e hábitos acima, não deixe de procurar um especialista para fazer um diagnóstico e tratar o problema.

Como se proteger da Nomofobia

A Nomofobia geralmente é desenvolvida por pessoas inseguras, que têm dificuldade de se relacionar e apresentam baixa autoestima. A insegurança e a falta de amor próprio fazem com que a pessoa sinta que não é capaz de atender às expectativas dos outros, desenvolvendo medo de ser rejeitado e criticado. Como consequência, este indivíduo apresenta dificuldade de se relacionar na vida real, encontrando salvação nas relações virtuais.

Todo ser humano quer ser amado e reconhecido: obter likes, comentários e compartilhamentos é muito mais fácil do que pedir um abraço, dar um feedback positivo ou falar sobre o que sentimos, nos tornado reféns das redes sociais.

Além disso, a falta de Inteligência Emocional faz com que muitas pessoas queiram fugir de suas próprias emoções para não ter que lidar com suas sombras. O celular e as redes sociais são formas de olhar para fora e tirar o foco do interior.

Ame-se e permita-se ser real

Os relacionamentos nas redes sociais são sempre mais superficiais e frios, permitindo que as pessoas não demonstrem suas reais emoções. Dessa forma, cada um pode ser o que quiser e o que for mais conveniente.

Para se proteger da dependência, é preciso elevar a autoestima. A falta de amor próprio interfere em todas as áreas da vida, e a maneira que um indivíduo se relacionamos com o mundo é um reflexo da forma como ele se relacionamos com ele mesmo: se você não se aceita, não se sentirá seguro para ser quem verdadeiramente é.

Desenvolva sua Inteligência Emocional

Se você é dependente do celular e das redes sociais e quer se livrar disso, precisa começar a se amar urgentemente. Para aprender a se relacionar com você, invista no desenvolvimento de sua Inteligência Emocional e mude a sua vida para sempre. Conheça o Método LOTUS e comece agora mesmo a cuidar da pessoa mais importante: você!

Translate »