A importância em evitar a violência verbal na escola para o desenvolvimento da criança

Publicado em: 11/04/2017 Por: Equipe SBie

© Depositphotos.com / antonbrand A violência verbal dentro da escola pode afetar a evolução da criança e gerar danos irreversíveis em sua vida.

A violência verbal pode ser muito prejudicial para quem sofre a agressão, e está diretamente relacionada com a violência psicológica. Casos de violência verbal nas escolas são cada vez mais comuns nos dias de hoje, sendo um tipo de prática que afeta muito o desenvolvimento da criança e pode causar danos irreparáveis à vida delas.

Rodrigo Fonseca, presidente e fundador da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional (SBie), explica que as consequências da violência verbal na escola são muitas: baixa autoestima, prejuízos ao desenvolvimento escolar, fobias, tristeza, agressividade e até depressão. “Muito além da conscientização dos males que a violência verbal pode causar, as pessoas precisam aprender a agir para contornar o problema, destacando os pontos fortes e qualidades que a criança possui”, explica.

As consequências das agressões verbais são sentidas pelo resto da vida. Isso porque, da mesma forma que a criança está construindo seus músculos e ossos, ela também está desenvolvendo sua psique. As noções de autoestima, autoimagem e amor próprio estão envolvidas neste processo.

Consequências da violência verbal nas escolas

Como evitar a violência verbal nas escolas

O combate à violência verbal e ao bullying é amplamente discutido atualmente, e muitos especialistas apontam que a Inteligência Emocional tem um papel muito importante nessa jornada. Rodrigo Fonseca explica que o papel da família é essencial para evitar o problema, pois tudo que os pais dizem e fazem tem um forte impacto na forma como as crianças se comportam fora de casa.

O comportamento dos pais funciona como um espelho para as crianças, e é muito importante que o ambiente familiar dê suporte e exemplo para os pequenos. Quando uma criança cresce em um lar onde escuta mais elogios do que críticas, ela tende a repetir esse comportamento fora de casa.

É papel dos pais ensinar as crianças a respeito da importância de valorizar as diferenças e saber lidar com elas, procurando sempre questionar e trabalhar os preconceitos dentro de casa. Também é importante reconhecer os acertos e ações positivas dos filhos, de modo que eles cresçam com a certeza de que possuem muitas qualidades e não desenvolvam problemas de baixa autoestima.

Além do ambiente familiar, as escolas também precisam se preocupar com o desenvolvimento da Inteligência Emocional dos alunos. É fundamental que haja uma ampla discussão sobre lidar com as diferenças e fomentar o incentivo para reconhecer qualidades e talentos das crianças entre os colegas.

Como a Inteligência Emocional pode ajudar

A Inteligência Emocional ensina as pessoas a conviverem de forma mais amena com seus próprios sentimentos, além de permitir que elas lidem melhor com as adversidades e problemas da vida. Por meio do desenvolvimento da Inteligência Emocional, uma pessoa aprende a se conhecer e ter controle sobre suas emoções. Isso garante que sua perspectiva de vida mude, facilitando a superação de traumas e obstáculos.

Translate »