© Depositphotos.com / eteimaging Para estabelecer uma relação mais produtiva com os seus funcionários, é muito importante saber lidar com as suas próprias emoções.

A principal tarefa de um líder é guiar sua equipe para que ela possa oferecer seu melhor. Cabe ao líder, portanto, a tarefa de administrar conflitos e anseios de modo a garantir que cada colaborador traga resultados efetivos para a empresa. Estar em um cargo de liderança é uma tarefa complexa e que exige que o profissional enfrente vários desafios: lidar com diferentes tipos de funcionários, mediar divergências, garantir que os processos de trabalho se desenvolvam da melhor maneira possível e ser o motivador da equipe.

Tão importante quanto conhecimento técnico, é fundamental que o líder saiba administrar seus sentimentos e emoções para ter imparcialidade no trabalho, manter uma atitude neutra diante de atritos e se comportar de maneira justa e equilibrada com seus funcionários. Dessa forma, é possível evitar que questões pessoais interfiram na rotina organizacional, além de prevenir tensões e prevenir falhas na comunicação — fatores que geram queda na produtividade e perda de tempo.

Ao desenvolver a habilidade de lidar com as próprias emoções, é possível estabelecer relações produtivas e administrar a pressão do dia a dia de forma eficiente. Um profissional que ocupa um cargo de liderança precisa trabalhar constantemente o desenvolvimento da sua Inteligência Emocional. Confira as dicas que a SBie preparou e entenda quais as principais habilidades necessárias para ser um líder melhor.

Dicas para administrar os sentimentos e ser um líder melhor

Desenvolva seu autoconhecimento

Profissionais que desenvolvem o autoconhecimento tornam-se capazes de reconhecer seus potenciais e limitações, entendendo como esses fatores impactam em seus comportamentos e atitudes. Entender como suas emoções interferem na maneira como você conduz sua equipe é o primeiro passo para enxergar os pontos que precisam ser trabalhados e melhorados.

Tenha autocontrole

É fundamental para o sucesso de qualquer profissional que ele seja capaz de dominar as próprias emoções para evitar reações desequilibradas, comportamentos agressivos, relações tensas e o desenvolvimento de dificuldades para lidar com imprevistos e frustrações.

Seja imparcial

As emoções estão presentes em todas as esferas da vida, e o ambiente corporativo não foge dessa regra. Isso significa que é completamente natural criar laços com algumas pessoas do trabalho, enquanto pode haver certa dificuldade para se relacionar com outras. Quando se está em um posto de liderança, porém, é importante que o gestor tenha cautela para agir de forma imparcial e não deixar que seus sentimentos influenciem em suas decisões e comportamentos.

Desenvolva sua Inteligência Emocional

Manter uma atitude neutra e racional diante de todos os conflitos e demandas que envolvem a rotina de um líder é um grande desafio. Por esse motivo, é fundamental estar emocionalmente preparado liderar uma equipe de forma justa e equilibrada. Conheça o Método LOTUS, um treinamento que propõe um entendimento profundo de suas emoções e irá trazer grandes benefícios para sua carreira.

 

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter