© Depositphotos.com / Subbotina Nos últimos anos as mulheres vêm ganhando força ao exercerem papéis de liderança e fundamentais dentro das empresas.

As mulheres estão ocupando cada vez mais espaço no ambiente corporativo e assumindo cargos de liderança dentro das empresas, uma posição que exige habilidades como empatia, capacidade para lidar com as emoções e levar motivação aos colaboradores e colegas.

Nos últimos anos, neurocientistas descobriram que a capacidade de empatia está ligada aos neurônios-espelho, um grupo de células cerebrais fundamental para o comportamento social, imitativo e empático. Descobertos na década de 1990 por cientistas da Universidade de Parma, na Itália, esses neurônios são responsáveis pela percepção e reflexão das ações das outras pessoas. Se você é uma pessoa que sente vontade de bocejar ao ver lima pessoa fazer o mesmo, saiba que são os neurônios-espelho atuando em seu cérebro.

Cientistas da área da neurociência social acreditam que o sistema de neurônios-espelho da mulher seja maior que o dos homens. Por conta dessa característica cerebral, as mulheres teriam um talento natural para ver o mundo através dos olhos do outro.

Relação entre empatia e liderança

A empatia é uma das características fundamentais para a gestão de pessoas. Isso porque líderes que escutam com atenção e são capazes de compreender os comportamentos e as características dos seus colaboradores conseguem manter a equipe motivada e promover o espírito de coletividade.

A liderança exercida dentro das organizações é fundamental para alavancar o desempenho da equipe. Foi-se o tempo que o chefe linha dura era valorizado dentro das empresas, e a liderança autoritária tem perdido cada vez mais espaço para um tipo de atuação mais democrática e voltada para o desenvolvimento das pessoas que formam o time.

A Inteligência Emocional é essencial para que os indivíduos canalizem as emoções e concentrem suas ações em direção aos resultados esperados. Esta é uma habilidade que favorece a convivência com o restante da equipe e da sociedade, de modo a obter um papel de destaque no mundo dos negócios.

Dicas para uma ser uma grande líder

Entenda suas emoções

Preste atenção às suas emoções e torne-se autoconsciente. Identificar os sentimentos quando eles surgem e conhecer seus gatilhos emocionais é o primeiro passo para entender porque eles estão presentes.

Seja decidida

A capacidade para tomar decisões é essencial para uma líder, e ter autoconhecimento é fundamental nessa hora. Entender como você responde aos gatilhos externos, cria ferramentas para auxiliar nas considerações dos prós e contras de qualquer decisão.

Desenvolva sua Inteligência Emocional

Se você quer desenvolver e melhorar sua capacidade de empatia e de se comunicar no ambiente corporativo, se expressando de forma mais assertiva e persuasiva, desenvolva sua Inteligência Emocional. Ter conhecimento emocional é fundamental para liderar uma equipe de forma saudável, com harmonia e autocontrole.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter