Inscreva-se para receber nossa newsletter

O que é ID, ego e superego? Como eles influenciam nossa personalidade?

Você certamente já ouviu falar sobre Sigmund Freud. O neurologista e criador da psicanálise desenvolveu um estudo para encontrar respostas para os problemas psicológicos.

Freud descobriu que muitas ações humanas são condicionadas pelo inconsciente e, ao acessar essas áreas, é possível encontrar as raízes de certos distúrbios.

Assim, ele propôs interpretar sonhos para acessar as camadas mais profundas da mente humana.

Na década de 1920, Freud construiu um modelo estrutural da nossa personalidade. A divisão foi feita em três partes:

  • ID;
  • Ego;
  • Superego.


O que é ID, ego e superego?

ID

O ID está relacionado aos instintos e é totalmente inconsciente. Essa estrutura é formada pelos impulsos, instintos e desejos.

Sempre em busca do prazer, o ID não lida bem com frustrações e quer sempre uma solução imediata para tudo. Essa estrutura desconhece a razão e valores morais.


Ego

O ego é racional e controla os instintos. Ele funciona como um mediador e busca facilitar a interação do ID com as situações externas que ocorrem na vida da pessoa.

Ao contrário da paixão que é irracional — representado pelo ID —, o ego vai pelo viés da realidade e barra os ímpetos.

O principal objetivo do ego é buscar um equilíbrio entre os impulsos do ID e a repressão do superego.


Superego

É a moral e os valores. O superego tem os seguintes objetivos:

  • Reprimir através da culpa;
  • Barrar os impulsos que são contrários às regras sociais;
  • Insistir para que o ego se comporte com moral.

O superego é formado depois ego, quando a criança começa a assimilar todos os valores herdados dos pais.

Ele funciona de uma maneira primitiva e pune o indivíduo pelas suas ações e pensamentos.


Como o ID, ego e superego se relacionam?

Vamos colocar uma situação cotidiana: você está na praia em um dia ensolarado de domingo, mas tem uma reunião importante na segunda-feira de manhã e precisa voltar para a cidade.

O ID irá entrar em ação quando você pensar em desmarcar a reunião e aproveitar o dia de sol.

O ego é acionado e traz a razão, mostrando que você não pode perder essa reunião de trabalho.

O superego acredita que esse pensamento é pouco louvável e, caso tome a decisão de não ir para a reunião, você precisará ser punido de alguma forma.

A psicanálise acredita que os distúrbios psicológicos nascem dos conflitos que existem entre essas estruturas.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Você sabe como a meditação pode te auxiliar na busca pelo autoconhecimento? Leia agora e descubra!

Leia Mais ►

Existem algumas atividades altamente recomendadas para a melhora e alívio

Leia Mais ►

Identificar o que está causando essa falta de motivação é o primeiro passo para sair desse sofrimento!

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter