Inscreva-se para receber nossa newsletter

© Depositphotos.com / JohanH Existem dois diferentes fatores que preservam o comportamento e o grau de satisfação de um funcionário dentro da empresa, que são: motivacionais e higiênicos.

Desenvolvida pelo psicólogo americano Frederick Irving Herzberg, a Teoria dos Dois Fatores foi formulada a partir de entrevistas feitas com 200 engenheiros e contadores, utilizando perguntas que tinham o objetivo de identificar quais aspectos despertam felicidade ou decepção nesses profissionais. Atualmente referência no ramo da Gestão Empresarial, esta teoria gira em torno de dois conceitos: fatores motivacionais e fatores higiênicos.

Os dois fatores da Teoria de Herzberg

Fatores motivacionais

Os fatores motivacionais estão relacionados com as tarefas executadas pelo profissional e o cargo que ele ocupa na organização. Esses fatores envolvem o desenvolvimento individual do colaborador, o reconhecimento pelo seu trabalho e sua autoavaliação.

Fatores higiênicos

Os fatores higiênicos referem-se ao ambiente de trabalho que é determinado pela própria empresa e sua cultura organizacional, ou seja: esses aspectos não estão sob controle do colaborador. Além do ambiente da empresa, esses fatores incluem os benefícios oferecidos, remuneração e políticas adotadas pela companhia.

A Teoria dos Dois Fatores está intimamente ligada à satisfação do profissional em relação a sua própria carreira e ambos os fatores (motivadores e higiênicos) precisam estar em consonância para que o profissional se sinta bem dentro da empresa e possa desempenhar suas funções da melhor maneira possível.

Dicas para aumentar a motivação e a satisfação profissional

Saiba o que te motiva

Caso você tenha um perfil profissional movido a desafios e trabalha em uma empresa que não proporciona isso, dificilmente se sentirá motivado. Ou então, se você precisa de reconhecimento, mas trabalha em um local em que a crítica e a falta de reconhecimento estão sempre presentes, certamente viverá infeliz.

Portanto, o primeiro passo para aumentar sua motivação e satisfação profissional consiste em perguntar a si mesmo: “O que me motiva?”. A resposta pode estar no salário, no status, no crescimento pessoal, na flexibilidade de horários e em diversos outros aspectos. Para encontrar a sua motivação individual, é preciso entender seus próprios valores, identificando o que é realmente importante para você e se suas necessidades estão sendo atendidas no cargo em que ocupa atualmente.

Desenvolva o autoconhecimento

Manter-se motivado exige autoconhecimento. Isso porque as pessoas possuem necessidades diferentes e, consequentemente, são motivadas por razões diferentes. Ter consciência do que realmente traz felicidade para sua vida e quais são seus sonhos, portanto, é essencial para que você possa se manter motivado e alcançar a satisfação na carreira.

Tenha confiança em você

A autoconfiança é fundamental para a motivação: um profissional que não confia nas próprias habilidades jamais terá segurança para realizar suas tarefas e, em vez disso, terá medo de errar, de ser julgado ou de ser rejeitado. É importante estudar as próprias habilidades, potencialidades e virtudes para, assim, confiar no trabalho que realiza.

Invista em bons relacionamentos

Estar alinhado com os colegas, superiores e demais colaboradores garante um clima agradável no ambiente de trabalho e evita conflitos e disputas desnecessárias. O bom relacionamento entre os profissionais de uma empresa funciona como grande fator motivacional.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Caso você ainda não conheça o significado do termo “mindset”,

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter