Conheça os 8 tipos de inteligência que existem

Inscreva-se para receber nossa newsletter

Blog e Notícias

homem desenhando cérebro
Teoria das Inteligências Múltiplas defende que todo ser humano possui pelo menos oito inteligências.

Todas as pessoas têm pontos fortes e pontos fracos, ou seja: são muito boas em algumas atividades e não têm habilidade nenhuma para outras. Por meio da Teoria das Inteligências Múltiplas, o neuropsicólogo Howard Gardner explica que todo ser humano possui pelo menos oito tipos de inteligência ou oito habilidades inatas em menor e maior grau. Juntas, essas inteligências são responsáveis pela formação da personalidade individual.

Gardner questiona até que ponto o sistema educacional realmente atende às necessidades de cada criança, já que a formação escolar é generalista e não orienta os estudos dos alunos em função de suas capacidades individuais e estilos de inteligência.

Como surgem as inteligências de uma pessoa

De acordo com a Teoria das Inteligências Múltiplas, poucas pessoas apresentam diversas inteligências desenvolvidas, e o mais comum é que o indivíduo tenha uma ou duas inteligências que se destacam mais. É igualmente raro que uma pessoa não tenha nenhuma inteligência.

Alguns indivíduos já nascem com determinadas inteligências desenvolvidas. Porém, as experiências ao longo da vida também contribuem para o desenvolvimento de outras inteligências. Os estímulos e o ambiente social, portanto, são determinantes para o desenvolvimento de algumas inteligências.

8 tipos de inteligência definidos por Gardner

Inteligência Espacial

Bastante desenvolvida em engenheiros, pilotos, escultores, pintores, marinheiros e arquitetos, a Inteligência Espacial é a habilidade de compreender figuras e construções apenas com o olhar, sem precisar de fórmulas. Essas pessoas gostam e têm facilidade para elaborar mapas, quadros, desenhos, esquemas e plantas de casas.

Inteligência Corporal

Atletas, cirurgiões, artesãos, bailarinas e atores são exemplos de quem possui Inteligência Corporal, que pode ser definida como a capacidade de utilizar o próprio corpo para produzir algo ou resolver problemas. Pessoas com essa habilidade utilizam o corpo para expressar ideias e sentimentos, e possuem capacidade de equilíbrio, flexibilidade, velocidade e coordenação.

Inteligência Musical

Presente em cantores, compositores e músicos em geral, a Inteligência Musical está ligada à sensibilidade em relação a notas e timbres, bem como à habilidade de criar músicas e padrões musicais. Pessoas com essa inteligência se sentem atraídas pelos sons da natureza ou melodias.

Inteligência Linguística

Desenvolvida em escritores, jornalistas, poetas, palestrantes, treinadores e comunicadores em geral, a Inteligência Linguística se destaca pela capacidade de aprender idiomas, dominar palavras, escrever e falar com precisão. Pessoas com este tipo de habilidade utilizam ambos os hemisférios do cérebro.

Inteligência Lógica

Geralmente observada em matemáticos, engenheiros e cientistas, esta inteligência diz respeito à capacidade de utilizar fórmulas, criar raciocínios lógicos, interpretar símbolos e resolver problemas matemáticos. Pessoas com esta habilidade utilizam o hemisfério esquerdo do cérebro.

Inteligência Interpessoal

Presente em religiosos, professores, vendedores e políticos, a Inteligência Interpessoal está ligada à facilidade para lidar com outras pessoas, sentir empatia e compreender expressões faciais, voz, gestos e postura.

Inteligência Intrapessoal

Ligada a Inteligência Emocional, esta habilidade tem bastante relação com o autoconhecimento e com o controle das emoções. Psicólogos, sociólogos, escritores, filósofos apresentam este tipo de Inteligência, que permite a realização de avaliações exatas sobre si mesmo e a capacidade de controlar a própria vida. Inclui a reflexão, a autocompreensão e a autoestima.

Inteligência Naturalista

Bastante desenvolvida em ecologistas, biólogos, geólogos, moradores do campo e caçadores, a Inteligência Naturalista diz respeito à sensibilidade de analisar a natureza, classificar plantas e lidar com os animais.

As emoções no processo da Inteligência

Daniel Goleman, psicólogo americano responsável por popularizar o conceito da Inteligência Emocional em todo o mundo, afirma que o controle das emoções é um fator essencial para o desenvolvimento da inteligência de um indivíduo. A Inteligência Emocional é uma teoria que redefine o que é ser inteligente e o quanto as emoções interferem no desenvolvimento humano.

Goleman define a Inteligência Emocional como a “capacidade de identificar os próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos.”. Trata-se de um novo caminho em busca do equilíbrio entre o intelectual e o emocional.

Imagem: © Depositphotos.com / FrameAngel

Posts Relacionados

1. Autoconsciência O primeiro grande passo que você precisa tomar,

Leia Mais ►

Trabalhar sob pressão é uma das habilidades psicológicas mais importantes

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter

Conexão USA 🇺🇸!

Uma experiência profunda e impactante… agora para os Brasileiros nos EUA 🇺🇸!

Aguardem… dia 22 de Outubro de 2022!🚀🇧🇷🇺🇸

#conexão #usa #eua #rodrigofonseca #SBIE #inteligenciaemocional
#desenvolvimentoemocional