Inscreva-se para receber nossa newsletter

A insegurança é um estado emocional no qual a pessoa apresenta um sentimento de inferioridade, sentindo que não é boa o suficiente para realizar determinada tarefa ou para ser amada, aceita ou reconhecida. A insegurança traz um sentimento de incapacidade e de não merecimento, por mais que a realidade mostre o contrário.

Sob os olhos da Inteligência Emocional, a insegurança emocional é resultado do medo: de fracassar, de se frustrar, de desistir, de ser rejeitado, de ouvir críticas, de perder alguém importante. O medo é uma emoção importante, que nos protege de situações que trazem riscos, que nos faz parar para pensar antes de agir e que, justamente por isso, pode nos impulsionar para a ação ou nos paralisar.

Insegurança emocional

A pessoa insegura sempre acha que os outros são superiores a ela: alguém que merece ser mais amado, que realiza determinada atividade melhor, que obtém melhores resultados, entre outras coisas.

As sensações de segurança e de insegurança fazem parte da formação do psiquismo, e estão totalmente relacionadas com as satisfações e frustrações vividas ao longo da vida. Os estímulos recebidos durante a infância e as experiências da vida adulta também interferem nesses sentimentos.

Uma experiência de traição, por exemplo, pode desencadear uma grande insegurança, ao mesmo tempo em que uma criança que cresce ouvindo muitas críticas pode desenvolver a crença de que é incapaz de realizar qualquer coisa.

Rodrigo Fonseca, fundador da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional (SBie), afirma que a insegurança emocional começa desde a concepção, quando a pessoa ainda está na barriga da mãe. “Um dos mais fortes sentimentos do ser humano é o medo da rejeição. A possibilidade de não atender ou superar a expectativa das pessoas dispara o nosso maior medo: o de ser rejeitado ou criticado. Esse processo tem origem na gestação: é cientificamente comprovado que os sentimentos, pensamentos e emoções dos pais são transferidos para o bebê durante a gestação e, assim, muitos medos manifestados na fase adulta podem ter sido gerados ainda no útero materno”.

Como a insegurança pode paralisar sua vida

Embora o medo seja um importante mecanismo de proteção que afeta decisões e ações, muitos medos e inseguranças são inconscientes e prejudiciais — especialmente nas ocasiões em que há uma grande oportunidade, que acaba sendo perdida justamente por conta da insegurança.

“Se o medo de ser rejeitado ou criticado tem sido uma constante em sua vida, seu inconsciente certamente fez esses registros em algum momento da sua existência, e eles são capazes de interferir negativamente em diversas áreas da sua vida”, diz Rodrigo.

Como tratar a insegurança emocional

4 passos para ser seguro emocionalmente

Eleve sua autoestima

Perceba como está sua autoestima: analise como você se enxerga, se reconhece suas competências, suas fragilidades e se é capaz de gostar de quem é você. Se você é capaz de se aceitar, tem mais facilidade de se sentir seguro de suas ações e decisões, tendo consciência de que nem tudo dá certo, mas que você sempre dá. Veja mais dicas de como combater a baixa autoestima aqui.

Reveja suas crenças

Identifique quantos sonhos você deixou de realizar por medo e por não se sentir capaz. Em seguida, perceba quais foram os pensamentos que limitaram você. Pense um pouco mais e lembre-se onde essas crenças limitantes nasceram e quem disse a você essas coisas.

Por fim, relembre momentos nos quais você foi vitorioso e desconstrua cada uma dessas crenças que paralisam sua vida. Perceba que a insegurança pode ser apenas uma forma de pensar, e que você pode substituir cada uma delas por crenças positivas e realizadoras.

Questione sua insegurança

Coloque no papel todas as situações que lhe trazem sentimento de insegurança. Avalie, em cada situação, se você realmente tem motivos para se sentir inseguro e o que poderia acontecer de pior se você enfrentasse esses medos. Perceba que muitos medos não são reais, e que outros são muito menores do que você sente.

Muitas vezes as consequências de encarar um medo e fracassar são menores do que fugir dessas situações. Lembre-se: além da possibilidade de superar um medo, você sempre poderá ter um aprendizado que servirá para as próximas experiências.

Autoconhecimento

Conhecer sua história de vida, sua personalidade, suas forças e fraquezas, a forma como você se relaciona e atua permite que você tenha uma visão clara do seu próprio funcionamento, dos seus gatilhos e de como você reage em cada situação que a vida traz.

Veja abaixo Rodrigo Fonseca falando sobre alguns desses passos:

O autoconhecimento é o principal combustível para você se libertar dos processos inconscientes e agir fazendo escolhas conscientes na sua vida. O Método LOTUS é um treinamento que traz visão ampla sobre sua vida e como você pode se libertar de crenças limitantes e comportamentos que paralisam seu desenvolvimento.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Caso você ainda não conheça o significado do termo “mindset”,

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter