Quando falamos em estresse, as primeiras coisas que vêm à cabeça são: agenda cheia, trânsito, filas, contas a pagar, metas, poucas horas de sono e outras milhares de atividades que fazem parte da nossa rotina. Porém, o estresse emocional é uma reação que começa com fatores internos, não externos. Prova disso é que pessoas diferentes reagem de formas diferentes em situações idênticas.

Por exemplo: quase todo mundo pega trânsito, filas e tem contas a pagar, mas nem todos são estressados. Algumas dessas pessoas precisam apenas de algumas horas de sono para recompor suas energias, enquanto outras se deixam abalar, estressando suas emoções. O estresse, portanto, é o resultado das respostas físicas e mentais causadas por estímulos externos, podendo ser visto como a relação entre o indivíduo e o meio.

Sintomas de estresse emocional

Quando nos sentimos ameaçados, o cérebro automaticamente produz uma série de hormônios estressores — como cortisol e adrenalina —, que fazem a pressão arterial subir, os músculos contraírem, a frequência cardíaca aumentar e a respiração acelerar. No âmbito psicológico, esses hormônios estimulam a irritabilidade, ansiedade, frustração, tristeza, insegurança e o ressentimento.

Uma pessoa emocionalmente saudável retorna rapidamente ao estado normal depois de um momento de tensão, enquanto uma pessoa estressada entra em um ciclo vicioso de desequilíbrio, ficando cada vez mais adaptada a esse estado — que passa a ser seu estado natural.

Veja abaixo alguns dos principais sintomas do estresse emocional:

– Insatisfação com a vida;
– Isolamento social;
– Cansaço;
– Ganho ou perda de peso;
– Dor de cabeça, agitação, febre;
– Cansaço, tristeza;
– Queda de cabelo;
– Irritabilidade, mau humor;
– Falhas de concentração e memória;
– Insônia, sono agitado;
– Angústia, baixa produtividade no trabalho;
Sintomas físicos: má digestão, prisão de ventre ou diarreia, gastrites, úlceras, infecções, gripes, herpes, pressão arterial alta, derrame, infarto, dores de cabeça e musculares.

Como acabar com o estresse emocional

O primeiro passo para acabar com o estresse emocional é identificar os fatores externos responsáveis pelos desequilíbrios internos causadores do estresse. Saiba a seguir como encontrar novamente o equilíbrio diante das adversidades:

Preocupe-se menos e aceite o que não pode ser mudado

É muito comum que, ao longo do dia, as pessoas fiquem preocupadas demais com coisas que não podem ser mudadas e que dependem de fatores externos e variáveis que não podem ser controladas — como o clima, o estado de saúde de algum parente e/ou o trânsito. Pior ainda: algumas pessoas ficam remoendo coisas do passado que trazem dor, pensando em situações e pessoas que já não existem, mas não foram deixadas para trás.

Quem tem esse tipo de atitude geralmente fica pensando e reclamando das situações, mesmo sabendo que não pode fazer nada em relação a esses “problemas”. Isso faz com que uma quantidade enorme de energia seja gasta, sendo que poderia ser melhor aplicada em situações e coisas que realmente dependem de decisão ou ação pessoal.

Prática: identifique quais situações estão fora do seu controle, quais você não pode mudar e reflita sobre a melhor forma de pensar e agir para enfrentar essas adversidades.

O que você precisa aceitar e não pode ser mudado? Por exemplo, se você é estressado no transito, o que você pode fazer para se ocupar nesse momento? Colocar uma música que você goste, relembrar bons momentos da sua vida e meditar são algumas boas opções.

Faça coisas que você gosta

Muitas vezes, as tarefas e responsabilidades do dia a dia consomem todo o nosso tempo, eliminando as chances de fazermos atividades que trazem satisfação pessoal e reabastecem a energia — como viajar, praticar atividades físicas, estar em contato com a natureza e brincar com seu filho ou pet.

Essa atitude, somada ao excesso de energia desprendida com as coisas que não podemos mudar, gera um desequilíbrio energético (uma vez que não nos permitimos recarregar as energia e gastamos mais do que o necessário). É justamente daí que surge o esgotamento e o estresse.

Prática: faça uma lista das coisas que fazem você feliz e que mais gosta de fazer. Escolha de duas ou três delas por semana e as realize com toda a atenção e dedicação. Esse será o momento para você recarregar as energias.

Cobre-se menos e comemore mais

Toda pessoa que se cobra demais é um perfeccionista nato. Esse excesso de cobrança pessoal, entretanto, causa uma pressão tão grande que nada será satisfatório. Isso porque o perfeccionista não consegue enxergar e comemorar suas conquistas e vitórias, acreditando que sempre pode fazer melhor. Esse tipo de atitude causa problemas para lidar com imprevistos, e a pessoa passa a ver somente o lado negativo das coisas.

Ou seja, quem se cobra demais é uma panela de pressão a ponto de explodir, e é impossível não viver estressado dessa forma. Então, chegou a hora de deixar essas cobranças para trás e ver que realmente estamos o tempo todo dando o melhor que temos.

Prática: sempre que conquistar algo, comemore — seja uma apresentação no trabalho, na escola, a compra de um carro, uma entrevista de emprego ou uma nova atividade na sua vida. Faça uma lista com suas maiores conquistas e veja como você é capaz de vencer, mesmo sem ser perfeito. Elogie pelo menos duas pessoas por dia, e comece a enxergar o lado positivo da vida.

Por fim, mantenha sua vida organizada, suas gavetas, sua mesa, seu carro, sua agenda, seu tempo. Respire fundo várias vezes por dia e sinta que depende de você ser mais flexível e tornar sua vida harmoniosa.

Desenvolva Inteligência Emocional e elimine hábitos estressantes

O desenvolvimento da Inteligência Emocional promove uma reflexão profunda sobre seu comportamento e sentimentos indesejados, trazendo conhecimento sobre como eliminar hábitos estressantes e realizar mudanças efetivas em sua vida.

© Depositphotos.com / odua

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

20 frases de incentivo para você fazer parte do Outubro Rosa! Confira!

Leia Mais ►

Saber reconhecer as emoções e como elas influenciam suas ações é fundamental para ter mais qualidade de vida e equilíbrio.

Leia Mais ►

Confira essa entrevista exclusiva para compreender um pouco mais sobre a doença que hoje, é considerada a “doença do século”.

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter