Inscreva-se para receber nossa newsletter

 

Durante muito tempo, o potencial de uma pessoa para alcançar o sucesso era medido por seus conhecimentos matemáticos, seu raciocínio lógico, além de suas habilidades cognitivas e espaciais. Esse era o tão famoso Quociente de Inteligência (QI). Mas esse quadro mudou drasticamente na década de 90, com a discussão em torno do conceito de inteligência emocional, reforçando que ser emocionalmente inteligente é a principal característica para alcançar o sucesso.

Mas será mesmo que o Quociente Emocional (QE) é mais importante que o QI? A falta de inteligência emocional pode ser responsável pelo insucesso das pessoas tanto na vida pessoal como na profissional? Pois continue lendo o nosso artigo e descubra agora mesmo:

O que realmente significa QE?

Você já sabe que o QE é uma sigla que identifica o Quociente Emocional, mas o que isso realmente quer dizer? Pois QE nada mais é do que o conjunto de habilidades emocionais — como autocontrole, empatia, autoestima, autoconfiança, afabilidade, automotivação, resiliência, autoconhecimento e outros traços pessoais — que ajudam no desempenho individual e facilitam os relacionamentos interpessoais. Em outras palavras, o QE se refere à capacidade que as pessoas têm para perceber, controlar, avaliar e expressar emoções.

Do que é composto o QE?

O Quociente Emocional é composto por dois tipos de inteligência: a intrapessoal e a interpessoal. Dentro dessas inteligências, é preciso reunir 5 características básicas que formam um bom QE. São elas:

  1. Autoconhecimento emocional: diz respeito a conhecer os próprios sentimentos e emoções quando eles ocorrem;
  2. Controle emocional: habilidade para lidar com os próprios sentimentos, adequando suas reações a cada situação;
  3. Automotivação: consiste na capacidade de dirigir as emoções, os sentimentos e os esforços a serviço de um objetivo maior;
  4. Empatia: reconhecimento das emoções em outras pessoas, habilidade para se colocar no lugar do outro e reagir de acordo com o que é percebido no próximo;
  5. Sociabilidade: basicamente a habilidade de desenvolver relacionamentos interpessoais amigáveis, produtivos, respeitosos e saudáveis.

O QE é mais importante do que o QI?

Não se pode desconsiderar a importância do QI, afinal, o raciocínio lógico, as habilidades matemáticas e o potencial cognitivo de cada um podem ter influência direta no sucesso. Entretanto, há fortes indícios de que o QE é, de fato, mais relevante. Não é à toa que grandes gênios fracassam e pessoas com um QI modesto se tornam super bem-sucedidas. Agora tudo fez sentido, não é mesmo?

Por que tentar elevar seu QE?

Quem almeja o sucesso, não pode, por um minuto sequer, desconsiderar a importância do QE, afinal de contas, uma vida equilibrada e uma carreira bem-sucedida andam lado a lado com a inteligência emocional. Assim, o QE impacta a boa convivência no trabalho, as relações familiares, os projetos pessoais e a formação do networking. Viu como é mais que preciso buscar elevar continuamente o Quociente Emocional?

Pois agora comente aqui e nos conte se você se considera uma pessoa emocionalmente inteligente ou ainda falta um longo percurso para desenvolver melhor seu QE! Com que características se identificou e em que pontos precisa melhorar? Compartilhe suas impressões e experiências conosco! Participe!

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Caso você ainda não conheça o significado do termo “mindset”,

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter