O que fazer para cumprir minhas metas de ano novo?

Publicado em: 04/01/2019 Por: Redação SBie

© Depositphotos.com/prettyvectors A chegada do Ano Novo sugere estabelecer novas metas para vida pessoal e profissional, mas nem sempre é fácil atingi-las.

Para muitos, o réveillon significa um momento de renovação: é uma nova oportunidade de colocar em prática todos os planos que foram esquecidos na gaveta. E, para isso, é quase uma tradição fazer aquela listinha de metas para esse ano, não é mesmo?

Emagrecer, ter mais tempo para a família, fazer atividades físicas, cuidar da saúde espiritual, guardar dinheiro, começar um curso ou faculdade, mudar de emprego, ser mãe ou pai… quantas coisas você realizou e quantas ficaram para trás?

Se você não quer repetir o mesmo erro e pretende chegar ao final deste ano com muito mais metas realizadas, não se desespere. Existe uma metodologia que vai te ajudar a alcançar suas resoluções de ano novo definindo metas boas e funcionais.

Apesar de ter surgido na área de gestão, a metodologia SMART é uma aliada e tanto para ajudar a alcançar seus objetivos pessoais. O termo é uma sigla em inglês e representa as características que uma boa meta deve ter.

Metodologia SMART

Específica (Specific)

Vamos supor que uma das suas metas de ano novo seja passar mais tempo com sua família. O que isso significa, exatamente? Como você vai saber se está conseguindo alcançar esse objetivo, ou até mesmo por onde você vai começar?

Por isso, a primeira característica de uma boa meta é que ela seja específica o bastante para que você consiga traçar um plano de ação a partir dela. Se você quer passar mais tempo ao lado da sua família, você pode se comprometer a coisas como: estar presente em todos os grandes eventos de família, almoçar em casa pelo menos uma vez na semana e deixar o celular de lado durante o jantar.

Mensurável (Mensurable)

Se sua meta é especifica o bastante, também fica mais fácil mensurá-la e, assim, avaliar se você está realmente se aproximando de alcançá-la. Você pode usar como métricas a quantidade de eventos a que compareceu, a frequência com que você tem almoçado em casa ou quantas vezes acabou se rendendo e olhou o celular à mesa.

Atingível (Attainable)

Algumas pessoas aproveitam as energias do início do ano para assumir metas bastante ousadas. Assim, outro segredo para definir uma boa meta é que ela seja atingível por você com os seus recursos e conhecimentos.

Se você trabalha muito longe de casa e tem um horário de almoço apertado, por exemplo, será difícil conseguir almoçar em casa regularmente. Definir isso como meta só vai te frustrar e te deixar mais longe de alcançar seus objetivos.

Realista (Realistic)

Uma meta atingível não é necessariamente uma meta realista – é preciso levar em consideração suas prioridades e objetivos. Talvez você até seja capaz de almoçar em casa vários dias da semana, mas isso entra em conflito com o seu objetivo de “se aproximar mais dos seus colegas de trabalho“.

Por isso, escolher uma meta realista está relacionado a ver o quadro geral dos seus objetivos para o novo ano e

Temporalmente definida (Time-based)

Por fim, é importante estabelecer um prazo para alcançar suas metas. Isso te permite criar um senso de urgência que evita que você procrastine.

Seguindo essa metodologia, é possível estabelecer metas reais e atingíveis que vão facilitar e muito nas suas resoluções. Porém, é muito fácil para perdermos o foco e esquecermos dos nossos objetivos.

Por isso, se você quer que esse ano seja diferente e quer atingir todas as suas metas, existem algumas dicas de Inteligência Emocional que podem te ajudar!

Como cumprir minhas metas de ano novo?

Minimize os riscos

Refletir sobre os seus fracassos é fundamental para aprender com os erros. Pode até parecer estranho, mas faça uma lista de metas que não foram realizadas e dos sonhos que você vem adiando há anos.

Para cada um, identifique o que deu errado, o que faltou fazer e o que precisaria ser diferente: se faltou planejamento, dedicação, se você não priorizou, não se desenvolveu, se você desistiu no primeiro obstáculo ou se não deu os passos que precisava. Dessa forma, você identifica quais os riscos e armadilhas que você pode evitar.

Supere suas limitações

Todas as pessoas possuem algum tipo de limitação, seja ela física, emocional ou mental. Você pode escolher entre duas opções: se tornar uma vítima de suas limitações e condicionar sua vida a sentimentos de piedade e dó, ou transformar sua dor em motivação para seguir em frente e enfrentar as dificuldades. E ai, vai escolher qual?

Tenha convicção do que quer

Você precisa repetir para si mesmo que nada, e absolutamente nada, vai te parar. Não existem caminhos sem obstáculos, e os desafios estão presentes em todas as esferas da vida. Se você não tiver convicção do que quer, certamente vai desistir no primeiro obstáculo.

Enfrente seus medos

Muitas pessoas deixam de tentar por medo: de errar, de se sentir um fracassado ou do que as pessoas vão pensar. Porém, a sua insegurança não pode te impedir: você só saberá se dará certo se realmente tentar. Arrisque-se!

Planeje e aja

Você precisa planejar os passos que vai dar para alcançar suas metas. Defina prioridades para cada uma, separando-as entre curto, médio e longo prazo, coloque tudo em ordem crescente, estabeleça uma data limite para realizar cada uma delas e escreva tudo no papel.

Depois que tudo estiver planejado, é só partir para a ação!

Desenvolva sua Inteligência Emocional

Ficou interessado nas dicas e quer saber mais sobre como a Inteligência Emocional te auxilia na conquista dos seus objetivos? Venha para o Lotus Inteligência Emocional e descubra como é trabalhar com esse coeficiente na prática!

Translate »