O mundo corporativo precisa de pessoas para administrar, gerir, conduzir e motivar equipes para alcançar resultados. Esse é justamente o papel do líder, responsável por garantir que os processos de trabalho sejam efetivos e tragam melhores resultados para a empresa, ao mesmo tempo em que mantém sua equipe motivada e satisfeita.

Tipos de líder

Atualmente podemos encontrar diversos tipos de líderes. Conheça os principais e descubra que tipo de líder você é:

Líder autoritário

Focado apenas na execução de demandas e tarefas, segue rigorosamente as leis e regras estabelecidas pela empresa. Sua liderança só leva em conta sua própria opinião, e não dá abertura para contribuições de outros colaboradores ou subordinados. O líder autoritário acredita que apenas ele deve definir o que, como, quando e em quanto tempo as tarefas devem ser feitas.

Este tipo de liderança influencia a equipe de maneira negativa, pois gera desmotivação e improdutividade.

Líder democrático

Ouve a opinião e contribuição de toda a equipe, pois acredita que a opinião de todos é importante para o resultado final. Tem um bom relacionamento interpessoal com seus colegas e subordinados, colhendo comportamentos e contribuições positivas da equipe nos processos de trabalho.

Líder liberal

Este é um profissional mais liberal, que não supervisiona seus subordinados o tempo todo, deixando-os à vontade para exercer suas atividades. Esta influência é positiva quando a equipe é madura o suficiente para “caminhar com as próprias pernas” e sabe bem quais resultados devem entregar. Esta liderança é benéfica pois estimula a criatividade da equipe.

Como ser um líder diferenciado

Confira alguns pontos importantes para lhe ajudar a ser um líder diferenciado:

Evite hierarquia

Cuidado ao exercer seu poder, pois se colocar acima das outras pessoas ajuda a criar uma relação de medo e distância. Saber ouvir é uma habilidade que traz confiança e faz as pessoas se sentirem valorizadas. Dê espaço para que todos os membros expressem suas opiniões e sugestões.

Seja transparente

Faça o possível para ser transparente com seus funcionários. Esta sinceridade vai desde não fazer falsas promessas à exposição dos reais direcionamentos que a empresa tem adotado, bem como as estratégias por trás dos projetos executados pelas equipes.

Reconheça talentos e limitações dos colaboradores

Saber quais são os principais talentos e limitações de cada colaborador ajuda a direcionar as atividades adequadamente, alcançando os resultados esperados. Nas empresas, é muito comum ver pessoas desempenhando tarefas que não têm nada a ver com sua personalidade e habilidades, o que causa desmotivação e afeta negativamenteos resultados alcançados.

Conheça as necessidades individuais de sua equipe

Muitas pessoas são movidas por reconhecimento, enquanto outras são incentivadas por desafios ou dão o seu melhor quando se sentem pressionadas. Identificar o que mais motiva as pessoas da sua equipe é fundamental para que essas necessidades sejam atendidas e tragam vínculo entre líder e liderado.

Fique de olho nos problemas

Quando o funcionário começa o expediente já chateado por enfrentar os mesmos problemas de sempre, a motivação fica cada vez mais distante. O papel do líder é justamente o de antecipar as reclamações, observar falhas e corrigir os problemas da empresa o quanto antes. Com um ambiente de trabalho positivo, a motivação cresce e os colaboradores mantêm o interesse.

Reconheça sua equipe e saiba lidar com falhas

Quando uma pessoa é reconhecida por seu trabalho, a tendência é que ela se esforce para acertar mais. Por outro lado, saber lidar de forma respeitosa com as falhas traz aprendizado e incentivo para mudança, sem comprometer a produtividade.

Quer descobrir e despertar o líder que existe em você? Comece desenvolvendo sua Inteligência Emocional para se relacionar de forma construtiva e harmoniosa com todas as pessoas que vivem à sua volta. Conheça o Método LOTUS, grandes líderes já nasceram e passaram por aqui, e você pode ser o próximo. Permita-se!

Imagem: © Depositphotos.com / depositedhar

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter