Linguagem Corporal: como nosso corpo externiza nossas emoções?

Publicado em: 03/05/2019 Por: Redação SBie

© Depositphotos.com/hofred A linguagem corporal pode parecer abstrata e subjetiva, mas o seu uso é tão importante para a comunicação quanto o próprio domínio da linguagem verbal.

Independentemente de qual seja a língua, nossas emoções são universais: uma pessoas do outro lado do mundo é capaz de identificar suas expressões associadas a determinada emoção. Isso acontece por meio da linguagem corporal – como o estado emocional de uma pessoa reflete no seu exterior.

A linguagem corporal pode parecer abstrata e subjetiva, mas o seu uso é tão importante para a comunicação quanto o próprio domínio da linguagem verbal. Isso porque, durante uma conversa, as palavras que saem da sua boca estão longe de ser a única forma de comunicação.

Ela aparece na nossa postura, nossos gestos, no quão próximo estamos de outra pessoa ao conversar com ela, nas nossas expressões faciais e até nos movimentos que nossos olhos fazem.

De acordo com um estudo realizado pelo Dr. Albert Mehrabian, a comunicação é dividida em três elementos: o que se fala, que corresponde à apenas 7%; como se fala, que representa 38% e o que o corpo fala, que equivale a 55% da nossa comunicação. Nossos gestos, movimentos e uma postura ao falar dizem muito sobre o que estamos sentindo em cada momento.

Linguagem corporal e as emoções

O nosso corpo manifesta muitas características da nossa história, bem como nossas emoções, intenções e pensamentos. O ser humano escolhe as palavras, cria imagens e desenvolve um raciocínio mental graças ao funcionamento de uma parte do cérebro chamada neocórtex. Porém, o sistema límbico — responsável pelas nossas emoções — envia impulsos elétricos ao corpo, gerando expressões e movimentos involuntários.

É através da linguagem corporal que, muitas vezes, podemos identificar o real significado de uma mensagem. A linguagem corporal é fundamental para indicar emoções que não foram expressadas em palavras.

Existem cinco categorias para classificar a comunicação não-verbal:

  • Cinésica: está relacionada à linguagem corporal propriamente dita (gestos e as expressões faciais);
  • Proxêmica: faz uso do espaço físico;
  • Paralinguagem: utilização de recursos de modificação do som da voz;
  • Tacêsica: revelada pelo toque;
  • Características físicas, aparência e a forma do corpo.

A linguagem corporal, quando bem observada, é capaz de revelar pensamentos e ideias que não são expressadas por alguma razão, como quando uma pessoa mente ou omite algum fato.

Identificando a linguagem corporal em algumas situações

Mãos

Levar as mãos a boca, passar a mão nos lábios, tocar o queixo e até mesmo colocar objetos perto da boca são ações comuns na hora de contar uma mentira. É como se você tentasse tirar o foco daquilo que está dizendo.

Lábios

Manter os lábios comprimidos denota que você está tentando evitar dizer aquilo que pensa, ou que prefere não responder a uma pergunta que foi feita.

Olhar

Nosso olhar é uma das partes mais expressivas do nosso corpo. Pessoas que olham constantemente para os lados são muito nervosas, mentirosas ou distraídas.

Olhar para cima e para a direita, por exemplo, costuma indicar confusão, como se a pessoa buscasse por uma imagem mental enquanto desvia os olhos. Apenas para cima pode expressar desprezo e irritação – aquela clássica revirada dos olhos.

Testa

Franzir a testa pode ser sinal de dúvida, tensão e até mesmo nervosismo.

Braços

A principal mensagem evidenciada quando se cruza os braços é de irritabilidade ou rejeição ao momento pelo qual está passando. O gesto cria uma verdadeira barreira física que mostra a falta de abertura para ouvir aquilo que está sendo dito.

Corpo

As pessoas endurecem o corpo, paralisam-se e até deixam de respirar quando precisam acalmar sensações desagradáveis ou querem deixar de sentir coisas que se tornaram insuportáveis.

Ombros

Os ombros ficam curvados quando a pessoa sente que o peso que está carregando é maior do que é capaz de suportar.

Peito

As pessoas tendem a “aumentar” algumas áreas do corpo (como estufar o peito para parecer maior) para se protegerem de coisas que dão medo e para esconderem suas fragilidades;

Cabeça

Ficar de cabeça baixa indica vontade de esconder algo. Se a pessoa abaixar a cabeça ao receber um elogio, pode ser porque ela é tímida, envergonhada, retraída ou está em descrença. Se for depois de uma explicação, a pessoa pode não ter certeza se o que ela disse foi correto ou pode estar refletindo.

Quadris

Levar as mãos ao quadril pode indicar espera, impaciência ou cansaço;

Olhos

Quando uma pessoa fecha os olhos por mais tempo do que leva para piscar, pode ser sinal de que ela está estressada, alarmada ou desesperada.

Inteligência Emocional e a Linguagem Corporal

A linguagem corporal é inconsciente, mas, por ter relação direta com nosso emocional, você pode ficar atento nos detalhes dessa comunicação não-verbal desenvolvendo sua Inteligência Emocional! Por isso, conheça o Lotus – um treinamento imersivo que vai te proporcionar um entendimento das suas emoções!

Translate »