© Depositphotos.com / samuraitop A falta de confiança em si mesmo está ligada ao sentimento de inferioridade e medo de rejeição.

É natural sentir um friozinho na barriga ao enfrentar uma situação em que é preciso falar para um grande número de pessoas, realizar uma apresentação para a diretoria ou fechar um negócio com um novo cliente. Situações desconhecidas podem despertar uma certa insegurança e ansiedade, o que é completamente normal. Porém, existem profissionais que sofrem com a falta de confiança diariamente, inclusive em momentos que não representam nenhuma ameaça.

A insegurança gerada pela falta de confiança em si mesmo é uma consequência do medo de ser rejeitado, um sentimento que costuma sabotar a carreira de muitos profissionais competentes. Pessoas inseguras se cobram demais e tendem a ser mais estressadas por sempre acharem que não são capazes de realizar suas funções com assertividade. Quanto maior o estresse, maior a dificuldade para se concentrar nas tarefas e desempenhá-las com competência.

O que é a falta de confiança em si mesmo?

A falta de confiança em si mesmo está associada ao sentimento de inferioridade, um estado emocional que faz o indivíduo acreditar que não é bom o suficiente nas funções que desempenha dentro da empresa em que trabalha. Este profissional sempre pensa que seus colegas e superiores são melhores que ele, e costuma se comparar com os outros. O medo do fracasso, da frustração e de receber críticas acaba impedindo que o indivíduo encare novos desafios e se desenvolva como profissional.

Principais sintomas da falta de confiança

  • Hábito de enxergar apenas as próprias limitações, deixando suas habilidades em segundo plano;
  • Medo de arriscar;
  • Tendência a perder oportunidades por acreditar que não dará conta;
  • Perfeccionismo em excesso;
  • Dificuldade para se impor e dizer não;
  • Tendência à procrastinação;
  • Inabilidade para receber críticas;
  • Mania de se comparar o tempo todo;
  • Dificuldade para dizer o que pensa e expor ideias.

Como impedir que a falta de confiança afete sua carreira?

O primeiro passo para superar a falta de confiança em si mesmo é desenvolver o autoconhecimento. Você confiaria algo valioso nas mãos de quem não conhece bem? A resposta também vale quando o assunto é você mesmo: é preciso se conhecer profundamente para, assim, confiar em suas qualidades e habilidades.

Faça uma autoavaliação, identificando tanto seus pontos positivos e habilidades como as características que precisam ser trabalhadas e melhoradas. Quando você encara suas limitações de maneira honesta, é possível criar estratégias para melhorar e alavancar sua carreira.

Outro fator importante é entender o que realmente te motiva e quais são seus verdadeiros objetivos profissionais. Muitas pessoas colocam a vida profissional no piloto automático porque não querem sair da zona de conforto, mas esta é uma atitude que pode mantê-las estagnadas em processos inconscientes que barram o crescimento de sua carreira.

Conheça o Método LOTUS, um treinamento capaz de proporcionar a libertação de crenças limitantes e padrões de comportamento que impedem seu desenvolvimento e sucesso profissional.

 

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter