Inscreva-se para receber nossa newsletter

© Depositphotos.com / atholpady A criança que apresenta a psicopatia infantil já nasce com esse problema, e apresenta diversos problemas que afetam a sua conduta perante as outras pessoas.

As formalidades médicas impedem que uma criança seja considerada psicopata, uma vez que o diagnóstico de Transtorno de Personalidade Antissocial só é aplicável em pessoas com mais de 18 anos. Crianças que apresentam certos comportamentos antissociais são diagnosticadas com Transtorno de Conduta.

Estima-se que essa desordem mental atinja entre 1% e 2% da população mundial. Estudos mostram que os psicopatas apresentam deformações em uma estrutura cerebral chamada amígdala — responsável pelas reações emocionais do ser humano — e, como consequência, os portadores deste problema não desenvolvem o superego e não conseguem aprender ou entender valores sociais.

Embora não exista uma causa específica para a Psicopatia, sabe-se que o problema não é causado por traumas ou eventos vivenciados pelo indivíduo. A pessoa já nasce com essa desordem, e não possui a capacidade de simpatizar com as emoções dos outros, são apáticas, dominadas pelo excesso de razão e a ausência de emoção.

Características de uma criança com Transtorno de Conduta

  • Hábito de mentir;
  • Incapacidade de tolerar a frustração;
  • Hábito de maltratar de maneira cruel os coleguinhas, irmãos e animais domésticos;
  • Ausência de culpa ou remorso, além de não demonstrar o menor constrangimento quando são pegas fazendo algo errado;
  • Conduta desafiadora às figuras de autoridade, como professores e pais;
  • Preocupação excessiva com os próprios interesses;
  • Tendência a culpar outras pessoas pelos seus erros;
  • Violação constante às regras sociais.

Como os pais devem agir diante de um Transtorno de Conduta

É importante ressaltar que as características de um psicopata, acima citadas, são muito genéricas e apenas um diagnóstico médico feito por especialistas pode dizer com exatidão se a criança possui ou não um distúrbio de conduta. Os pais também precisam ficar atentos com a frequência e intensidade que esses comportamentos se manifestam.

É possível que as crianças e adolescentes que apresentam transtorno de conduta tornem-se psicopatas quando adultos. Por isso, é fundamental que os pais adquiram conhecimento sobre o tema e passem a reconhecer a disfunção nas crianças. Quando o transtorno é identificado em um grau leve, a psicopatia pode ser modulada por meio de vigilância constante, regras mais duras e uma educação mais rigorosa.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Caso você ainda não conheça o significado do termo “mindset”,

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter