O atual cenário político brasileiro está um caos, e é natural que isso afete os ânimos de empresários e colaboradores — que passam a se preocupar com o futuro do País e de suas famílias. Trata-se de uma situação que afeta a sociedade como um todo, e é necessário estar preparado para enfrentar este momento sem sofrer tanto com estresse e problemas financeiros.

A ansiedade e o medo de ficar sem dinheiro são fatores que podem atrapalhar e paralisar o crescimento profissional, além de afetar a harmonia familiar e até prejudicar a saúde das pessoas. Por isso, seja qual for sua posição política, o grande segredo para passar por este momento de crise é ter Inteligência Emocional.

Em vez de se desesperar, o ideal é aproveitar a situação de instabilidade para fazer sua vida acontecer ainda mais: coloque suas ideias em prática, invista em uma nova formação e desenvolva sua capacidade de lidar com as emoções. O desenvolvimento da Inteligência Emocional com o Método LOTUS promove justamente a capacidade de gerenciar as emoções nesses momentos de crise.

Quer saber mais sobre como a Inteligência Emocional funciona e entender o motivo de esta habilidade ser tão importante nos dias atuais? Confira o vídeo abaixo do presidente da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional (SBie), Rodrigo Fonseca, e descubra ferramentas para superar a crise da melhor forma possível!

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter