© Depositphotos.com / oksun70 Insira os pequenos nas tarefas da casa apra que eles aprendam a ter responsabilidade desde cedo

Bom seria se os filhos viessem com um manual de instrução! Criar uma filho e prepará-lo para o mundo é uma tarefa desafiadora e requer muita disciplina. É preciso impor limites e, na mesma dose, demonstrar amor e cuidado. Mas como ensinar os valores necessários para contribuir com o processo de desenvolvimento da criança e trazer a noção necessária de responsabilidade?

Identificar os momentos que é preciso dizer não, estabelecer regras e saber dialogar é um grande desafio para todos os pais, e muitos acabam cedendo muito para ver a criança satisfeita. Porém, a vida adulta não é fácil e é preciso saber como encarar as experiências negativas e as frustrações.

É na infância que começamos a aprender que é importante desenvolver o senso de responsabilidade e aceitar que é preciso ter limites. Crianças que crescem sem limites, se tornam adultos que não conseguem lidar com regras, decepções e frustrações. Além de ter muita dificuldade com autodisciplina.

Como trabalhar o senso de responsabilidade nos seus filhos desde cedo

Saiba qual a tarefa para cada idade

Aos 4 anos, seu filho já pode arrumar a mochila da escola. Entre 5 e 7 anos, a criança já consegue arrumar a cama, dobrar suas roupas ou até regar as plantas- uma tarefa divertida que certamente ele irá gostar. Procure observar e entender o momento do seu filho e ir, aos poucos, introduzindo novas tarefas.

Seja o modelo

A criança se inspira em exemplos, é preciso agir de maneira responsável para que a ela tenha a referência necessária e aprenda a ter responsabilidade.

Todos devem participar das tarefas do lar

Inclua seu filho nas atividades e rotinas da casa. Crie uma planilha de tarefas e estabeleça atividades como lavar a louça, arrumar a cama, guardar seus brinquedos, colocar a roupa suja no cesto.

Ensine seu filho a cuidar do que é dele

Sempre procure incentivar que seu filho cuide das suas próprias coisas, assim como ensinar que ele valorize o que é dele.

Não faça para o seu filho o que é tarefa dele

Evite fazer tarefas como o dever de casa ou qualquer outra atividade que seja responsabilidade dele.

Estabeleça regras claras

É preciso deixar claro todas as regras da casa e cuidar para que elas sejam seguidas.

Prefira elogiar as atitudes do que as características natas

Procure sempre ressaltar suas características e atitudes positivas e não foque nos pontos que ainda precisam ser desenvolvidos na personalidade da criança.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter