Como lidar com a incerteza por meio da Inteligência Emocional?

Publicado em: 15/01/2019 Por: Redação SBie

© Depositphotos.com/Tomnamon O desconhecido gera medo e insegurança, e por isso é tão difícil sair da sua zona de conforto.

Com tudo que está acontecendo no Brasil, a saúde mental dos brasileiros tem sido afetada: o clima de incerteza econômica, política e social chegou a um ponto crítico, e a sociedade está completamente polarizada.

Junto a isso, a vida profissional continua, com metas a serem cumpridas e problemas que exigem sua atenção total. Com tudo isso, como é possível tomar uma decisão se seu cérebro está contra você nessas horas?

Porque a incerteza nos prende?

O desconhecido gera medo e insegurança. Sair da sua zona de conforto nem sempre é fácil, e, de acordo com a coach executiva Eva Hirsch, essa reação do cérebro é fisiológica e natural.

Isso porque o controle nos atrai. Manter-se em um ambiente conhecido e controlado passa a ideia de segurança. O medo do desconhecido está enraizado na insegurança de não conseguir fazer as coisas darem certo, e é alimentado por crenças limitantes do tipo “não vou conseguir”.

A incerteza exige a tomada de decisão, e fazer uma escolha é uma função sofisticada do cérebro que consome muita energia. Quanto maior o autoconhecimento e o autocontrole, mais fácil é para lidar com as escolhas em cenários incertos.

Como a Inteligência Emocional pode ajudar?

Para lidar com as incertezas, a Inteligência Emocional pode ser um fator de grande ajuda. Isso porque as fortes emoções prejudicam a tomada racional de decisão, e dentre os vários componentes da inteligência emocional, uma delas é saber lidar com variações emocionais.

Além disso, a inteligência emocional te ajuda a entender quais os gatilhos que geram aquela emoção em você. Por isso, o componente emocional pode te ajudar a lidar com qualquer tipo de incerteza: ele promove o autoconhecimento e, ao se conhecer melhor, você se entende melhor e sabe lidar melhor consigo mesmo.

5 dicas para a incerteza não te barrar

Mantenha o foco

O excesso de expectativas é o que faz com que muitos fiquem ansiosos em relação a algo novo, e, por isso, acabam se deixando dominar pelo medo. Então, ao invés de imaginar o que pode acontecer, que tal manter o foco no presente?

Desenvolva sua autoconfiança

As pessoas têm medo do desconhecido porque não se sentem seguras ou capazes de lidar com ele. Por isso, um dos passos essenciais para superar esse receio é desenvolver sua autoconfiança.

É fundamental que volte sua atenção para si, reconheça o potencial que possui e identifique, também, as áreas que você pode desenvolver para se tornar ainda mais forte e confiante.

Enfrente seus medos

Um dos passos mais importantes para superar o medo do desconhecido é determinar seu foco e agir. Use seu medo como combustível, e não como empecilho.

Portanto, prepare-se, reflita, analise, sinta medo, mas faça. Continue caminhando rumo ao seu desenvolvimento e evolução, e lembre-se: a única diferença entre o medo e a coragem é a ação.

Desafie-se!

Mesmo os menores desafios podem te ajudar a vencer a insegurança em relação às situações desconhecidas. Se acostume a sair da sua zona de conforto com maior frequência e desafie-se a aprender e fazer coisas novas.

Seja aprender a cozinhar, praticar um esporte novo, dirigir, ir a lugares diferentes ou até conhecer novas pessoas, acrescentar novidades para a sua rotina é uma ótima maneira de simpatizar com o novo e deixar de ter medo dele.

Desenvolva seu autoconhecimento

O autoconhecimento é o caminho para você se descobrir, se curar e se potencializar. Se o desconhecido gera medo, o conhecimento gera confiança e segurança.

Quer se conhecer melhor? Venha para o Lotus Inteligência Emocional, um treinamento imersivo que, em apenas três dias, te guiará a uma reflexão a respeito da suas histórias, seus comportamentos e como você pode muda-los.

Translate »