Categorias

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter

Rodrigo Fonseca fez uma participação na revista PSIQUE, Ed. 159, EMOÇÃO COM INTELIGÊNCIA – A promoção das competências socioemocionais e cognitivas na mesma proporção resultará em gerações mais afetuosas.

PSIQUE, Ed. 159, EMOÇÃO COM INTELIGÊNCIA – A promoção das competências socioemocionais e cognitivas na mesma proporção resultará em gerações mais afetuosas.

Confira um trecho do artigo “Aspectos neurobiológicos do luto”:

“Nossa relutância em falar sobre a morte é frequentemente interpretada como uma evidência de que estamos com medo, e por isso reprimimos os pensamentos sobre ela: aprendemos a negá-la e nos sentimos aterrorizados, e isso se deve ao fato de a ligamos diretamente com a perda.

Alguns estudos recentes apontaram que nós nos sentimos mais preocupados com a possibilidade de perdermos um ente querido do que com nossa própria morte. Em geral, o processo do falecimento, a ausência, a dor e a solidão causam uma angústia maior do que o fim da vida em si. 

Por isso, diante de uma perda significativa, desenrola-se um processo necessário e fundamental para que o vazio deixado, com o tempo, possa voltar a ser preenchido. Esse processo é denominado de luto e consiste numa adaptação à perda e a ausência. 

O luto vem do latim lucto, e tem como sua definição o conjunto de reações diante de uma perda significativa. Ademais, em uma visão mais analítica, o luto nada mais é do que a perda de um elo significativo entre uma pessoa e a fonte desse sentimento, e, portanto, é um fenômeno natural e constante durante todo o desenvolvimento humano. 

A Inteligência Emocional é importante na superação de tragédias porque permite que a pessoa olhe para as próprias emoções e entenda como são suas reações diante de cada uma delas. No decorrer deste artigo, o luto foi caracterizado como um processo não-linear e não-temporal, que varia de acordo com a fase emocional em que a pessoa se encontra e sua consequente intensidade.

Porém, o que determina o andamento desse processo é a capacidade que cada um tem de lidar com suas emoções para enfrentar a dor da ausência. A Inteligência Emocional representa a resiliência necessária para atravessar essa jornada de aceitação.”

Clique aqui e adquira a revista!

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

“Com os avanços da tecnologia, impulsionada pelo que chamamos de

Leia Mais ►

Rodrigo Fonseca participou da matéria “Saber dar e receber feedback

Leia Mais ►

Treinamentos Sbie

DESENVOLVA A
CAPACIDADE QUE PESSOAS REALMENTE FELIZES E QUE VERDADEIRAMENTE LIDERAM SUAS VIDAs POSSUEM.
A HABILIDADE INDISPENSÁVEL PARA TODO PROFISSIONAL
QUE TRABALHA COM DESENVOLVIMENTO HUMANO.

Inscreva-se para receber nossa newsletter