Dia Internacional da mulher e a liderança feminina

Publicado em: 08/03/2018 Por: Redação SBie

© Depositphotos.com/Peshkova As mulheres estão ocupando cargos mais altos e o mundo corporativo sai ganhando com isso.

As mulheres ganham cada vez mais espaço dentro das organizações e a liderança feminina é cada vez mais marcante não só no mundo empresarial, como também na política. Mulheres são ótimas líderes, já que esta posição exige empatia, saber motivar a equipe e lidar com as próprias emoções e as dos outros.

Em 2010, um estudo da universidade Duke, dos Estados Unidos, apontou que mulheres que ocupam cargos de liderança são vistas como mais assertivas do que os homens. A pesquisa foi publicada no Journal of Applied Psychology e apontou que as mulheres sabem ter relacionamentos profissionais mais funcionais. No ambiente corporativo, a simpatia, a competência e a empatia contam muitos pontos a favor do gênero feminino.

Nos últimos tempos, cientistas descobriram que a capacidade de ter empatia está diretamente relacionada aos neurônios-espelho. Trata-se de um grupo de células fundamentais para o comportamento empático e imitativo dos seres humanos.

Esses neurônios, que foram descobertos na década de 1990 por cientistas da Universidade de Parma, são responsáveis pela percepção das atitudes de outras pessoas. Um exemplo disso é quando sentimos vontade de bocejar ao ver outra pessoa fazendo o mesmo.

Para cientistas de neurociência, o sistema de neurônios-espelho feminino é maior do que o dos homens e, por conta dessa característica cerebral, as mulheres possuem uma habilidade natural para a empatia.

A Empatia e a liderança feminina

Para fazer uma gestão de pessoas de maneira competente, saudável e assertiva, ter empatia é essencial. Desenvolver a capacidade de escutar com atenção seus colaboradores, entender quais são as características da sua personalidade e seu perfil comportamental, é fundamental elevar a produtividade da equipe e a satisfação dos colaboradores ao desenvolverem suas tarefas.

Uma boa liderança é cada vez mais importante dentro do ambiente organizacional. Aquele antigo perfil de chefe inflexível e autoritário, que costumava ser valorizado dentro das empresas, perdeu espaço para uma atuação mais liberal.

Neste contexto, a Inteligência Emocional é vista como a competência do futuro entre líderes. Confira algumas dicas para ser uma grande líder.

Aprenda a reconhecer as próprias emoções

Saber identificar como você se sente e reconhecer os sentimentos quando eles surgem é fundamental para entender quais são seus gatilhos emocionais e as crenças limitantes que podem impactar negativamente sua carreira.

Seja determinada

Saber tomar decisões, mesmo sob pressão, é fundamental para uma pessoa que ocupa um cargo de liderança. Como é possível desenvolver essa capacidade? Com autoconhecimento. Quando você entende como responde às situações externas, é possível criar ferramentas para auxiliar nos momentos decisivos.

Aprimore sua Inteligência Emocional

Quer melhorar sua capacidade de empatia, sua comunicação, poder de persuasão? Conheça o método LOTUS e aprenda a liderar sua equipe de maneira harmônica, saudável e que alavanque os resultados.

Translate »