© Depositphotos.com / ArturVerkhovetskiy Prestar atenção nas competências emocionais dos colaboradores é uma das formas de diminuir a rotatividade na empresa.

A rotatividade de colaboradores dentro de uma empresa, ou turnover, é a mudança no quadro de funcionários que compõem uma organização. Seja de forma voluntária, quando o funcionário escolhe se desligar, ou quando a decisão não parte do colaborador e sim dos seus superiores, turnover sempre demandará recursos e quando rotatividade é muito alta, acaba prejudicando o desempenho do empreendimento.

Mas afinal? Como é possível reduzir a taxa de turnover?

Prestar atenção nas competências emocionais dos colaboradores

Uma pesquisa publicada pela revista Exame, em junho de 2017, apontou que 54% dos profissionais de RH do país atribuem a mesma importância para características técnicas e intelectuais na hora de selecionar funcionários.

O estudo elaborado pela equipe da plataforma de recrutamento d´ hire – com 300 profissionais da área de recursos humanos-, mostrou que 41,2% consideram o comportamento ainda mais importante do que a técnica. A pesquisa diz ainda que o aspecto mais valorizado é a Inteligência Emocional, que aparece em primeiro lugar, com 75,70% dos recrutadores.

A Importância da Inteligência Emocional nas empresas

É crescente a valorização da IE no ambiente corporativo e, mais do nunca, headhunters buscam nos processos seletivos colaboradores dotados de competências emocionais. Com um ritmo impetuoso nos processos organizacionais e as mudanças que ocorrem de forma muito rápida, é fundamental, para acompanhar este compasso, optar por profissionais dinâmicos, flexíveis, capazes de se automotivar e manter o foco.

No atual cenário, o papel das organizações também é digno de destaque. Não somente os colaboradores precisam ser flexíveis, as empresas e diretores também devem estar atentos para manter o ambiente corporativo propício, dando espaço ao profissional, empoderando equipes e desenvolvendo fatores motivacionais que demonstram a preocupação da empresa em relação ao bem-estar dos seus funcionários.

Os principais benefícios em investir em competências emocionais no ambiente corporativo

  • Fomentar o desenvolvimento do colaborador para alcançar sua máxima performance;
  • Ampliar a capacidade de autogestão;
  • Possibilitar um direcionamento coerente e assertivo;
  • Desenvolver a capacidade para alinhar escolhas cotidianas com valores e propósito;
  • Detectar perfis de Inteligência Emocional e aptidões;
  • Definição de metas, objetivos e plano de ação;

A Inteligência Emocional é um fator de suma importância nas organizações contemporâneas e, quando implementada com assertividade, é a base para o sucesso financeiro e profissional das organizações. Conheça o Método LOTUS e acelere seus resultados empresariais, profissionais e pessoais.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter