© Depositphotos. com /ratch0013 No cigarro existe uma substância chamada nicotina, que é a responsável pela dependência, dificultando a vontade de parar de fumar.

Todo fumante sabe dos riscos que se tem por conta do tabaco, mas o prazer na pratica de fumar é mais forte, já que existe no cigarro muitas substâncias tóxicas, e o uma delas é a nicotina, que é a responsável pela dependência, dificultando a vontade de parar de fumar.

A decisão de parar de fumar não é uma decisão fácil, mas tendo foco e seguindo algumas possibilidades para de se livrar do cigarro, pode virar realidade.

Estabeleça um dia

Selecione um dia para você parar de fumar. E quando o dia chegar, fume o último cigarro e jogue fora todos os objetos que se relacione, os maços, isqueiros e cinzeiros. Evite parar de fumar 30 dias depois do dia que você decidiu que quer parar de fumar.

Evite o cheiro

Procure não ficar próximo de locais onde pessoas estão fumando. Lave lenções e roupas que tenham o cheiro.

Mantenha-se ocupado

Para distrair a mente nos primeiros dias que parou de fumar, procure fazer coisas que vão trazer benefícios e te entreter como:

  • Passear
  • Beba bastante água
  • Faça exercícios físicos
  • Procure sempre estar segurando um objeto
  • Masque chiclete

Diminua a quantidade de café por um tempo

O café desperta a vontade de fumar. Então diminua a quantidade de vezes que você toma café e assim, evite que a vontade apareça.

Peça ajuda para parar de fumar

Converse com a família e amigos e comunique o dia de parar, para que possam te apoiar da melhor forma, ter o apoio das pessoas que você convive é importante para o processo.

Inteligência Emocional

Se você quer se aprofundar no conhecimento de suas emoções, desenvolva a sua Inteligência Emocional com o Método LOTUS, um treinamento que propõe o entendimento dos problemas que levaram ao desenvolvimento dos vícios e dos desequilíbrios emocionais e desenvolve formas de parar de fumar.

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter