Entenda o conceito de regulação emocional e a sua importância

Publicado em: 21/07/2017 Por: Equipe SBie

© Depositphotos.com / alphaspirit A regulação emocional pode ajudar o indivíduo a conquistar uma melhor qualidade de vida através do equilíbrio.

Regulação emocional é a capacidade do indivíduo lidar com situações estressantes e desafiadoras de maneira saudável, sem deixar que elas causem prejuízos em sua vida, rotina ou relacionamentos. Todos os seres humanos possuem emoções, sendo que algumas são agradáveis — como a alegria e o amor — e outras causam desconforto —  como o medo e a raiva. O importante é entender que todas as emoções possuem um papel fundamental na vida das pessoas, comunicando suas necessidades ou motivando a ação.

Outro ponto importante é saber reconhecer as emoções e perceber como cada uma interfere nas ações cotidianas e, assim, lidar com elas de maneira efetiva. Todas as pessoas sentem medo, raiva, vergonha ou ansiedade, a diferença é que alguns indivíduos conseguem administrar essas emoções e canalizá-las para ações positivas e continuar funcionando normalmente.

Regulação emocional com Inteligência Emocional

Rodrigo Fonseca, fundador e presidente da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional (SBie), explica que a Inteligência Emocional é a capacidade de reconhecer as próprias emoções e também as emoções alheias. “Quando entramos em contato com as nossas emoções, entendemos o impacto que elas causam e podemos redirecionar cada uma delas — gerando melhores resultados para as nossas vidas e melhorando consideravelmente nossos relacionamentos”, explica.

A regulação emocional é fundamental para conquistar a chamada qualidade de vida emocional por meio do equilíbrio. Afinal, a vida sempre irá apresentar diversos desafios: prazos e metas para cumprir no trabalho, reuniões, contas para pagar, a educação dos filhos, as preocupações com a saúde e a família. Todas essas demandas podem gerar estresse e um desgaste emocional que causa insegurança, ansiedade, compulsões e depressão. Justamente por isso, a Inteligência Emocional é fundamental para desenvolver a capacidade de lidar com os problemas cotidianos de maneira saudável.

Ninguém escolhe ser ansioso, agressivo ou depressivo — porém, muitas pessoas sofrem com esses problemas  porque o cérebro emocional é muito mais rápido do que o racional. O ser humano possui uma estrutura cerebral chamada amígdala, que é responsável pelas reações emocionais do indivíduo. Sua função é garantir a autopreservação, provocando reações que muitas vezes são desproporcionais à realidade.

Sempre que nos deparamos com uma emoção desconfortável, que pode gerar reações impensadas ou agressivas, é importante iniciar um processo de racionalização para evitar comportamentos impulsivos e prejudiciais.

Conheça o Método LOTUS de Inteligência Emocional

Quer vivenciar uma experiência transformadora, capaz de levar a uma reflexão profunda sobre o comportamento humano? No Método LOTUS de Inteligência Emocional você passará por uma imersão que trará consciência para os seus programas emocionais que disparam comportamentos indesejados e encontrará ferramentas para reprogramá-los, melhorando a sua qualidade de vida e relacionamentos.

 

Translate »