© Depositphotos.com / DarkBird A insegurança está, muitas vezes, associada ao medo do indivíduo falhar e ser desprezado.

A insegurança é um reflexo do sentimento de inferioridade, da sensação de incapacidade e da crença do não merecimento. Para a Inteligência Emocional, a insegurança se manifesta pelo medo do fracasso e da rejeição.

É importante salientar que o medo é uma emoção fundamental na vida dos seres humanos, sendo responsável por proteger o indivíduo de algumas situações e os fazer agir em determinadas circunstâncias. Porém, no ambiente corporativo (principalmente quando se ocupa um cargo de liderança), o excesso de medo pode ser muito prejudicial para a evolução da carreira.

Dicas de Inteligência Emocional para se livrar da insegurança no trabalho

Desenvolva sua autoestima

A autoestima é fundamental em qualquer área da vida e, para a carreira, ela pode ser tão importante quanto um bom currículo. Para desenvolver e elevar sua autoestima no trabalho, é necessário trabalhar o autoconhecimento, uma vez que olhar e entender as próprias características é primeiro passo para se conhecer e se aceitar mais.

Quando você é capaz de aceitar suas próprias limitações e reconhecer suas características positivas, passa a se sentir mais seguro de suas ações, comportamentos e decisões.

Questione seus medos

Faça um exercício de colocar no papel todas as situações que costumam te deixar desconfortável e insegura, questionando se esses são medos reais e se realmente há motivos para você se sentir assim. Com isso, você certamente perceberá que fugir de determinadas situações e conviver com a dúvida pode ser mais doloroso do que sair da zona de conforto e encarar os medos.

Tenha em mente que encarar suas crenças limitantes e enfrentar seus medos é uma ação que permite que você aprenda muito sobre si mesma e leve esse conhecimento para as próximas experiências.

Reavalie algumas crenças

Quantas coisas você deixou de fazer por medo do desconhecido ou por não se sentir capaz? Faça esse questionamento e avalie quais as sensações que limitaram seus impulsos e desejos. Em seguida, reflita racionalmente sobre as raízes dessas crenças. Por fim, lembre-se de todas as situações em que você teve sucesso e desconstrua cada padrão limitante.

Perceba que é possível canalizar sua energia em ações positivas e, assim, não desperdiçar seu tempo dando foco a seus medos. Sempre que se sentir insegura ou incapaz diante de determinado desafio profissional, lembre-se das suas conquistas passadas e tenha certeza que de que é capaz.

 

Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Posts Relacionados

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 15% do brasileiros – 30 milhões de pessoas – sofrem com a dor. Ou seja, precisamos realmente prestar atenção nos sintomas dessa condição e nas causas emocionais que podem influenciar seu surgimento.

Leia Mais ►

Pesquisar online uma reação física qualquer é algo fácil, até automático, certo? Porém, essa “curiosidade” tem limite e quando ele é ultrapassado, surge a hipocondria.

Leia Mais ►

A interação entre fatores genéticos, ambientais e psicológicos podem levar ao desenvolvimento dessa doença silenciosa. Porém, são os fatores psicológicos e emocionais que funcionam como um gatilho para o transtorno vir à tona.

Leia Mais ►

Inscreva-se para receber nossa newsletter